sicnot

Perfil

Economia

Conselho de Finanças Públicas acusa Segurança Social de falhar dever de informação

O Conselho de Finanças Públicas acusou hoje o Instituto de Informática da Segurança Social de não cumprir, repetidamente, o dever de prestação de informação a que está obrigado, dificultando a análise das contas públicas pelo organismo.

"O Instituto de Informática, integrado no Ministério do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, tem reiteradamente incumprido o estabelecido naquela lei relativamente a informação de que o CFP necessita para o desenvolvimento da sua atividade", acusa o organismo liderado por Teodora Cardoso.

Apesar de o CFP ter "repetidamente solicitado por diversos meios e diferentes momentos", o Instituto de Informática da Segurança Social "não cumpre a solicitação de envio mensal de informação relativa a contribuintes e pensionistas".

O CFP é um órgão independente de acompanhamento das contas públicas, tendo entre as atividades previstas a análise da "dinâmica de evolução dos compromissos existentes, com particular incidência nos sistemas de pensões [Notes:...] , incluindo a avaliação das suas implicações na sustentabilidade das finanças públicas".

Para isso, os estatutos do CFP definem que a entidade "tem acesso a toda a informação de natureza económica e financeira necessária ao cumprimento da sua missão, estando todas as entidades públicas obrigadas ao fornecimento atempado de tal informação, e aos esclarecimentos adicionais que lhes forem solicitados".

Ora, o CFP não conseguiu ter acesso a dados como o número de pessoas singulares, respetivo valor de remunerações declaradas, remuneração média mensal e de contribuições pagas, por tipo de qualificação, bem como o total de pensionistas e novos pensionistas por mês, por regime e novos pensionistas por mês de pensão antecipada por desemprego e de pensão antecipada voluntária.

O CFP já tinha alertado várias vezes, nos seus relatórios, para a falta de informação prestada pelo Instituto de Informática da Segurança Social, mas esta é a primeira vez que publica a "declaração de incumprimento" 'online', conforme previsto pelos seus estatutos.

Com Lusa

  • UGT reivindica que salário mínimo ultrapasse os 600€
    0:26

    Economia

    O secretário-geral da UGT reivindica que até 2019 o salário mínimo nacional ultrapasse os 600 euros. Este sábado, num congresso distrital na Guarda, Carlos Silva considerou que o Governo tem condições para ir mais além e voltou a defender que para o próximo ano o patamar mínimo para a negociação deve ser os 585 euros.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.