sicnot

Perfil

Economia

Carris perdeu 500 mil passageiros nos primeiros seis meses de 2017

O cartão de perfil para criança apresenta, antes do seu número, a letra “C”. O custo de aquisição varia entre 7 e 12 euros dependente do tipo de serviço escolhido.

De acordo com o jornal Público, todas as empresas de transportes a operar em Lisboa, registaram um aumento de passageiros no primeiro semestre. A Carris foi exceção.

A transportadora que é gerida desde janeiro pela Câmara Municipal de Lisboa e registou 61,9 milhões de passageiros nos primeiros seis meses do ano, menos 500 mil face ao mesmo período de 2016.

Ainda assim, ao jornal, a empresa diz que está a recuperar das perdas de clientes registadas nos anos da crise. Entre os motivos apontados para a tendência de inversão, está o crescimento do emprego, o aumento dos rendimentos e o crescimento do turismo.

No topo das transportadoras que mais cresceram no primeiro semestre estão a CP com um aumento superior a 4 milhões de passageiros e o Metro de Lisboa que ganhou mais 5 milhões e meio de utentes face ao ano passado.

  • A derrota que envergonhou a Argentina e apurou a Croácia

    Mundial 2018 / Argentina

    A Croácia garantiu esta quinta-feira a passagem aos oitavos de final do Mundial 2018. A seleção croata bateu a Argentina por 3-0 e deixou os sul-americanos com as contas do apuramento muito complicadas. Veja aqui os golos e os principais lances do encontro.

  • A "saída limpa" da Grécia ao fim de oito anos de resgates
    0:54
  • Lisboa vence prémio Capital Europeia Verde de 2020

    País

    A cidade de Lisboa venceu o prémio de Capital Europeia Verde de 2020, anunciou o comissário da União Europeia para o Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, Karmenu Vella, numa cerimónia que decorreu em Nijmegen, na Holanda.

  • Trump culpa democratas pela separação de pais e filhos
    0:22
  • Melania quer famílias reunidas "o mais rápido possível"
    0:35

    Mundo

    A primeira dama dos Estados Unidos fez uma visita surpresa a um centro de detenção de crianças, na fronteira com o México. As imagens mostram a mulher de Donald Trump reunida com responsáveis, não se sabendo para já se Melania teve ou não contacto direto com algumas das crianças detidas.