sicnot

Perfil

Wikileaks

Chelsea Manning libertada ao fim de 7 anos de prisão

© Elijah Nouvelage / Reuters

A ex-analista do exército norte-americano Chelsea Manning foi hoje libertada da prisão militar do Kansas, EUA. Foi condenada a 35 anos de prisão por divulgar informações classificadas como secretas no site Wikileaks.

"Hoje é o dia por que milhares de ativistas da Amnistia Internacional de todo o país e todo o mundo lutaram durante a cruel provação de Chelsea Manning", disse a diretora executiva da Amnistia Internacional EUA, Margaret Huang, em comunicado.

A organização fez campanha pela libertação de Manning desde 2013, ano em que foi condenada a 35 anos de prisão por divulgar informações classificadas como secretas no site Wikileaks.

Este ano, em janeiro, Barack Obama comutou a sentença antes de abandonar a Presidência dos EUA.

De acordo com a Amnistia internacional, a autora da fuga de informação do exército norte-americano foi mantida, durante 11 meses, sob custódia em condições que a ONU classificou como "tratamento cruel, desumano e humilhante".

Manning foi colocada em solitária como punição por uma tentativa de suicídio e foi-lhe negado tratamento adequado relacionado com a sua identidade de género durante o encarceramento.

"O tratamento vingativo dado a Chelsea Manning pelas autoridades dos Estados Unidos depois de ela ter denunciado potenciais crimes militares é um triste reflexo dos extremos em que quem está no poder muitas vezes cai para impedir os outros de falarem", disse Margaret Huang.

"A libertação de Chelsea mostra, mais uma vez, que o poder do povo pode triunfar sobre a injustiça - uma mensagem inspiradora aos muitos corajosos ativistas que defendem os direitos humanos pelo mundo fora e que estão no centro da nossa nova campanha global, Brave", acrescentou, referindo-se à iniciativa apresentada na terça-feira cujo objetivo é proteger os defensores de direitos humanos de quem os intimida, agride e mata.

  • Lesados do BES manifestam-se hoje no Porto 

    Queda do BES

    Um grupo de lesados pelo Banco Espírito Santo (BES) concentra-se hoje no Porto para exigir "bom senso" ao Governo, ao Banco de Portugal (BdP) e aos responsáveis do Novo Banco, refere um comunicado remetido às redações.A manifestação está marcada para as 11:00, nas imediações do balcão do Novo Banco e do Banco de Portugal, na Avenida dos Aliados, e a nota dirigida à imprensa é assinada por quase centena e meia de pessoas."

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Morre congressista republicano norte-americano acusado de assédio sexual

    Mundo

    O congressista estatal do Kentucky e pastor evangélico Dan Johnson morreu na quarta-feira, num aparente suicídio, dois dias depois de ser acusado de assédio sexual por uma mulher, disseram as autoridades. O médico legista do condado, Dave Billings, afirmou que a morte de Johnson foi causada por um único tiro, numa ponte de Mount Washinton, perto de Louisville, onde estacionou o automóvel.

  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28