sicnot

Perfil

edição da noite.JPG

Edição da Noite

SEGUNDA A SEXTA 21:00

Agressões em Ponte de Sor

"Houve precipitação das autoridades portuguesas" no caso de Ponte de Sor

Entrevista SIC Notícias

"Houve precipitação das autoridades portuguesas" no caso de Ponte de Sor

O especialista em direito internacional, Dantas Rodrigues esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para explicar melhor como funciona o processo de imunidade diplomática. Para Dantas Rodrigues "houve precipitação das autoridades portuguesas", o advogado questiona a legitimidade das autoridades para interrogarem os jovens iraquianos e fazerem buscas.

O princípio da imunidade diplomática foi definido pela Convenção de Viena, em 1961. Existe para proteger os diplomatas de abusos, coação ou pressões nos países onde estão a trabalhar. Agora o caso do jovem que foi agredido em Ponte de Sor pelos filhos do embaixador do Iraque levanta uma série de questões sobre esta imunidade.

O advogado diz que "não é possível ser-se agente diplomático sem imunidade" uma vez que este estatuto funciona como mecanismo de defesa. Dantas Rodrigues considera que o facto do embaixador ter sido chamado a Bagdade significa que o Governo iraquiano está interessado em perceber o que realmente aconteceu.

  • A imunidade diplomática "não faz sentido" no caso de Ponte de Sor
    9:27

    Agressões em Ponte de Sor

    Os filhos do embaixador do Iraque em Portugal são suspeitos de agressão a um jovem de 15 anos. Em entrevista exclusiva à SIC, os jovens pedem desculpa a Ruben Cavaco e dizem que vão continuar no país até que seja tudo esclarecido. Paulo Sternberg diz que neste caso a imunidade "não faz sentido" e que a Convenção Europeia dos Direitos do Homem prevalece porque o que está em causa são "os direitos fundamentais" do jovem agredido.

  • "Este processo é igual a qualquer outro"
    4:57

    Agressões em Ponte de Sor

    Os dois filhos do embaixador do Iraque em Lisboa estão em Portugal e falaram em exclusivo à SIC. Os dois jovens dizem que não estão acima da lei e mostram-se disponíveis para todos os esclarecimentos que as autoridades considerem necessários. O advogado, Paulo Saragoça da Matta esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar sobre assunto. O advogado garante que caso se verfique que os filhos do embaixador não pediram imunidade "este processo é igual a qualquer outro". As atenções viram-se agora para a Procuradoria-Geral da República, que até ao momento ainda não se pronunciou sobre o caso, só depois disso o MNE terá uma palavra a dizer.

  • "Imunidade não significa impunidade"
    10:14

    Agressões em Ponte de Sor

    Os rapazes suspeitos de terem agredido na quarta-feira um jovem de 15 anos em Ponte de Sor são filhos do embaixador do Iraque em Portugal e têm imunidade diplomática. Esta questão está a gerar bastante descontentamento e o ministério dos Negócios Estrangeiros já admitiu que pode vir a intervir no caso. O advogado Carlos Pinto de Abreu esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar sobre o assunto. Para o advogado esta imunidade não significa impunidade. Carlos Pinto de Abreu diz que para que a imunidade venha a ser levantada terá de ser através de um pedido do ministério dos Negócios Estrangeiros, e que, do ponto de vista político, os rapazes terão de ser considerados "persona non grata" e expulsos do país, para que assim possam ser julgados no Iraque.

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Itália tenta colocar migrações na agenda do G7 contra vontade dos EUA
    1:45
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.