sicnot

Perfil

Agressões em Ponte de Sor

Levantamento da imunidade dos filhos do embaixador iraquiano discutida hoje

No dia 17 de agosto, Rúben Cavaco foi agredido em Ponte de Sor, no distrito de Portalegre, alegadamente pelos filhos do embaixador do Iraque em Portugal (na imagem), gémeos de 17 anos.

SIC

Foi adiada para hoje a decisão sobre o levantamento da imunidade aos filhos do embaixador do Iraque, que estão envolvidos no caso das agressões a Ruben Cavaco, em Ponte de Sor. Os chefes da diplomacia de Portugal e do Iraque estão em Nova Iorque, onde se deverão reunir para chegar a uma conclusão.

Esta reunião estava marcada para ontem. Acabou adiada devido a um encontro de emergência para discutir a situação atual na Síria.

  • Mãe diz que Ruben Cavaco perdeu a alegria e ainda tem falhas de memória
    7:29

    Agressões em Ponte de Sor

    O jovem espancado há pouco mais de um mês em Ponte de Sor diz que não aceita um pedido de desculpas. Ruben Cavaco deu a primeira entrevista à SIC, na qual identificou os agressores e disse que espera que se faça justiça. Ruben Cavaco não tem saído de casa e não recuperou toda a memória. Aconselhado a não responder a algumas questões, o jovem afirmou que os amigos não provocaram confusão, como os filhos do embaixador tinham dito anteriormente. Já a mãe diz que o filho perdeu a alegria. Veja aqui a entrevista exclusiva a Ruben Cavaco.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras