sicnot

Perfil

Airbus cai nos Alpes

Airbus cai nos Alpes

Airbus cai nos Alpes

Caixa negra danificada mas dados podem ser analisados

Os investigadores franceses divulgaram imagens da caixa negra do avião da Germanwings que ontem se despenhou no Alpes. A parte exterior ficou muito danificada, mas os dados terão ficado intactos e estão já a ser analisados pelos peritos que procuram uma explicação para o acidente.

© Handout . / Reuters

© Handout . / Reuters

Esta caixa negra foi a primeira a ser encontrada e contém as gravações das comunicações na cabine de comando do avião. As equipas de busca tentam agora recuperar a outra caixa negra que registou todos os dados do voo.

A caixa negra sofreu danos, mas "pode ser analisada", disse o ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve.

"Talvez tenhamos um primeiro resultado da análise da caixa negra ao final desta tarde, mas os exames complementares vão demorar vários dias", adiantou o procurador encarregado do caso, Brice Robin, a um grupo de jornalistas em Seyne-les-Alpes.

Transferida para Paris, está nas mãos do Gabinete de Investigação e Análise (BEA, sigla em francês), que vai começar por tentar ouvir as conversas trocadas na cabine de comando. 

As "caixas negras" permitem explicar cerca de 90% dos acidentes aéreos. Estes gravadores, introduzidos na aviação a partir da década de 1960, encontram-se no interior de caixas metálicas reforçadas, concebidas para resistir a choques extremamente violentos, fogo intenso e longa imersão em águas profundas. 


Com Lusa

  • Recuperada gravação de áudio da caixa negra do Airbus

    Airbus cai nos Alpes

    Os investigadores conseguiram extrair uma gravação de áudio da caixa negra recuperada do local onde caiu ontem o Airbus A320 da Germanwings.  Ainda assim, ainda não têm "a menor explicação" para o que pode ter acontecido. Entretanto, o presidente francês anunciou que foi encontrado o invólucro da segunda caixa negra, mas não o próprio gravador de dados.

  • Primeiros dados da caixa negra podem ser conhecidos hoje
    2:41

    Mundo

    A Procuradoria de Marselha prevê que possam ser conhecidos hoje à tarde os primeiros resultados da análise à caixa negra recuperada no local do acidente do avião da Germanwings, que se despenhou nos Alpes franceses na terça-feira. Recomeçaram esta manhã cedo as operações de busca e recolha de cadáveres e destroços. Os trabalhos estão a ser ainda mais dificultados porque nevou durante a noite, tornando o piso ainda mais escorregadio e de dificil acesso.

  • O que aconteceu nos Alpes?
    2:22

    Airbus cai nos Alpes

    O avião da companhia low-cost Germanwings caiu nos Alpes franceses com 150 pessoas a bordo, durante o percurso entre Barcelona e Düsseldorf. Sobre as causas do acidente, há apenas interrogações. Porque é que o avião esteve oito minutos numa descida aparentemente controlada? Será que os pilotos não sabiam o que estava acontecer? E porque razão não foi comunicada qualquer anomalia? Com a escassa informação disponível, o repórter da SIC Luís Manso reconstitui o filme dos acontecimentos.

  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.