sicnot

Perfil

Airbus cai nos Alpes

Airbus cai nos Alpes

Airbus cai nos Alpes

Recomeçam as buscas nos Alpes franceses

As equipas de resgate em terra retomaram hoje as buscas pelos restos do avião da Germanwings, que se despenhou na terça-feira nos Alpes franceses quando efetuava o trajeto entre Barcelona e Düsseldorf.

© Jean-Paul Pelissier / Reuters

O primeiro-ministro francês diz que não se pode descartar nenhuma hipótese, na queda do A320, nos Alpes. A Lufthansa e os Estados Unidos rejeitam a tese de terrorismo.

 

Mas o chefe do governo de Paris, Manuel Valls, sugere que essa possibilidade não pode ser afastada - lembrando que as condições atmosféricas eram favoráveis e o aparelho tinha sido inspecionado na véspera.

 

O avião da Germanwings, com 150 pessoas a bordo, caiu numa zona a mais de 2 mil metros de altitude.

 

Assim que o sol nasceu na localidade de Seyne-les-Alpes, a poucos quilómetros do lugar do acidente e onde se encontram os serviços de resgate, o movimento de veículos intensificou-se a partir das 07:00 horas (06:00 em Lisboa),

 

O porta-voz do Ministério do Interior, Pierre-Henry Brandet, indicou que, neste momento, está a ser preparado o terreno para que se possa dar início aos voos de helicópteros.

 

Uma equipa de gendarmes (polícia militarizada) retomou a rota a pé até ao lugar, depois de, durante a noite, terem sido obrigados a parar devido à neve.

 

As autoridades consideram serem baixas as probabilidades de algum dos ocupantes do avião poder ser encontrado com vida.

 

As equipas de resgate tentam abrir caminho até à zona onde se encontram, quase pulverizados, os restos do Airbus A320.

 

As autoridades francesas organizaram um dispositivo em Seyne-les-Alpes para acolher os familiares das vítimas que queiram deslocar-se ao local.

 

Para hoje está também prevista a chegada ao local do Presidente francês, François Hollande, da chanceler alemã, Angela Merkel, e do primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy.

 

 Com Lusa

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.