sicnot

Perfil

Airbus cai nos Alpes

Co-piloto alemão do A320 foi tratado por "tendências suicidas"

Co-piloto alemão do A320 foi tratado por "tendências suicidas"

Quase uma semana depois da queda do avião nos Alpes, há, pela primeira vez, a confirmação de que o co-piloto da Germanwings sofreu de perturbações psiquiátricas. O porta-voz da Procuradoria de Düsseldorf refere mesmo que, no passado, Lubitz foi tratado devido a tendências suicidas.

  • Desgosto amoroso na origem da depressão do piloto do A320
    2:24

    Airbus cai nos Alpes

    As últimas informações sobre o co-piloto da Germanwings dizem que na origem da depressão estaria um desgosto amoroso, depois de ter terminado uma relação. A ex-namorada disse a um jornal alemão que Lubitz já lhe tinha confidenciado que um dia todo o mundo iria saber o seu nome e o iria recordar. A relação entre ambos terminou devido à instabilidade emocional do co-piloto.

  • Co-piloto do Airbus A320 teria problemas de visão
    2:20

    Mundo

    Os responsáveis pela investigação não excluem outras hipóteses para a causa do acidente da GermanWings. Até agora, todas as pistas indicam que o co-piloto foi o único responsável. Em entrevista a um jornal alemão, a ex-namorada de Andreas Lubitz diz que tinha medo dele e confirma que estava a ser tratado em psiquitria. O New York Times avança que o co-piloto teria ainda problemas de visão, para os quais procurou tratamento.

  • NATO retoma diálogo com a Rússia

    Mundo

    O Conselho da NATO - Rússia foi instituído em 2002 e decorreu sem interrupções até à anexação da Crimeia, em 2014. O conflito separatista na Ucrânia dividiu a Aliança Atlântica e Moscovo e suspendeu toda a colaboração prática - desde civil a militar. Agora e na véspera da primeira reunião ministerial em Bruxelas com o estreante secretário de Estado americano Rex Tillerson, os países da NATO tentam a aproximação formal e reativação do diálogo político com Moscovo.

  • O poder da linguagem corporal nos tribunais
    9:12

    País

    Rui Mergulhão Mendes, especialista em 'profiling' na Emotional Business Academy, em Lisboa, esteve na Edição da Noite desta quarta-feira para explicar como é que um especialista em linguagem pode ajudar um tribunal a dar um veredito.