sicnot

Perfil

Airbus cai nos Alpes

Airbus cai nos Alpes

Airbus cai nos Alpes

Mulher terá fingido ser familiar de vítima para voar para os Alpes sem pagar

A polícia alemã revelou esta quinta-feira estar a investigar uma mulher suspeita de ter mentido às autoridades, alegando ser familiar de uma das vítimas da tragédia nos Alpes para obter voos gratuitos para essa região de França.

A companhia Germanwings organizou voos específicos para os familiares das 150 vítimas da queda do Airbus A320. (Arquivo)

A companhia Germanwings organizou voos específicos para os familiares das 150 vítimas da queda do Airbus A320. (Arquivo)

© Jean-Paul Pelissier / Reuters

A companhia Germanwings organizou voos específicos para os familiares das 150 vítimas da queda do Airbus A320. De acordo com um jornal local, situado na cidade de Haltern, que perdeu 16 estudantes e dois professores, uma mulher originária da Alemanha ocidental voou duas vezes para os Alpes às custas da Lufthansa - proprietária da Germanwings - alegando ser prima de um dos professores.

A polícia está a investigar uma possível fraude e a mulher será interrogada assim que a Lufthansa entregar o caso às autoridades.

A companhia aérea referiu que este terá sido um "lamentável caso isolado", sem adiantar mais detalhes.

A limpeza dos danos no local está a cargo da Germanwings e da Lufthansa. Os peritos acreditam que o co-piloto do A230, Andreas Lubitz, deixou o avião cair deliberadamente, num voo que fazia a ligação entre Barcelona e Düsseldorf.
  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28