sicnot

Perfil

Assalto em Tancos

Assalto em Tancos

Assalto em Tancos

Duas demissões por divergências com Chefe do Estado-Maior

O Exército confirmou este sábado a demissão do general José Calçada, comandante do Pessoal do Exército, que apresentou na sexta-feira um pedido de exoneração de funções. A notícia avançada pelo Expressso adianta também que o general Faria Menezes, atual comandante operacional das Forças Terrestres, vai apresentar a demissão na próxima segunda-feira.

Segundo a mesma fonte, ambos os generais ficaram indignados pela forma como o Chefe do Estado-Maior do Exército, o general Rovisco Duarte, demitiu os cinco coronéis responsáveis pelas rondas nos paióis de Tancos que foram assaltados.

O Expresso adianta que o general José Calçada apresentou um pedido de exoração das funções na sexta-feira e que o general Faria Menezes vai apresentar o mesmo pedido na segunda-feira.

Na rede social Facebook, o general Calçada publicou mesmo um poema de despedida:

"Chegou a hora de partir das fileiras/
Com grande tristeza no coração!/
Não era assim que queria, isso não!/
Mas às vezes não há outras maneiras…/

O Exército tudo me deu, nada me deve!".

"Dentro dos soldados que comandei, vocês sabem que ocupam um lugar especial! Um abraço para todos!", é com esta frase que o general termina a publicação.

Já o general Faria Menezes garante que a decisão que tomou nada tem a ver com o facto de ter sido preterido para o cargo de vice-chefe de Estado-Maior do Exército.

“Com a exoneração dos cinco comandantes houve uma quebra do vínculo sagrado entre comandantes e subordinados. Por respeito aos princípios e valores que perfilho, vejo-me obrigado a pedir a exoneração como comandante das Forças Terrestres”, afirmou, em declarações ao Expresso.

A SIC contactou o Exército, que não quis prestar quaisquer declarações sobre o caso.

  • Incêndio em Lisboa faz um ferido
    4:13

    País

    Um incêndio de grandes dimensões deflagrou esta segunda-feira numa loja, na Avenida de Berlim, em Lisboa. O repórter André Palma esteve no local, onde ouviu o comandante dos Sapadores Bombeiros de Lisboa. Pedro Patricio confirmou que foi assistida uma pessoa por inalação de fumos e, por questões de segurança, os veículos estacionados perto do local foram retirados, assim como foi pedido às pessoas dos prédios à volta que saíssem por causa do fumo. O incêndio foi dominado.

  • "Rui Rio avisou que vinha para partir loiça dentro do PSD"
    3:00
  • Hugo Soares não deverá continuar como líder parlamentar do PSD
    3:17

    País

    Rui Rio não deverá manter Hugo Soares na liderança parlamentar do PSD. Fonte próxima do novo presidente social-democrata diz à SIC que dificilmente o líder da bancada poderá continuar no cargo. Aumenta a pressão para que Hugo Soares ponha o lugar à disposição e já começam a surgir nomes para o substituir.

  • Suspeita de militantes fantasma no PSD
    4:22

    País

    Perante a suspeita de militantes fantasma e de caciquismo, Salvador Malheiro, diretor de campanha de Rui Rio, diz que o ato eleitoral foi devidamente fiscalizado. Uma investigação do jornal Expresso encontrou oito filiados numa morada que não existe e 17 militantes com morada numa casa onde vivem nove pessoas e nenhuma é do PSD. A associação cívica Transparência e Integridade fala num vazio legal e em falta de regulamentação.

  • Cristiano Ronaldo está insatisfeito com o salário e pode sair do Real Madrid
    2:38