sicnot

Perfil

Ataque em Munique

Ataque em Munique

Ataque em Munique

Hillary Clinton e Donald Trump condenam tiroteio na Alemanha

© David Becker / Reuters

A democrata e provável candidata à Presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, e o candidato republicano, Donald Trump, condenaram hoje o ataque perpetrado em Munique, no sul da Alemanha, que na sexta-feira causou dez mortos, incluindo o atacante.

"Isto não pode continuar. A ascensão do terrorismo ameaça o modo de vida de todos os povos civilizados, e devemos fazer tudo ao nosso alcance para mantê-los afastados das nossas terras", disse Trump numa mensagem na sua página de Facebook.

Hillary Clinton, que hoje anunciou a escolha do seu vice-presidente para a acompanhar na candidatura às eleições presidenciais norte-americanas em novembro, disse que a matança foi "horrível" e que os Estados Unidos "apoiam a Alemanha", um país amigo.

Um jovem alemão-iraniano de 18 anos provocou o caos na capital da Baviera depois de abrir fogo numa zona comercial da cidade de Munique e matar a tiro nove pessoas.

O cadáver do autor dos disparos foi descoberto a cerca de um quilómetro do local, pelas autoridades, que hoje em conferência de imprensa disseram que os motivos do ataque eram ainda desconhecidos.

Por sua vez, o porta-voz da Casa Branca, John Earnest, afirmou que "a determinação da Alemanha, Estados Unidos e de toda a comunidade internacional vai manter-se firme perante atos de violência desprezível como este".

Lusa

  • Ataque a centro comercial de Munique faz 10 mortos

    Mundo

    O ataque ao centro comercial de Munique, na Alemanha, provocou 10 mortos, incluindo o atirador, e 27 feridos, três em estado grave. As autoridades acreditam que os disparos partiram de um único homem que ter-se-á suicidado a um quilómetro do centro comercial onde aconteceram os disparos.

  • Polícia alemã desconhece razões do ataque em Munique
    2:35

    Mundo

    A polícia alemã acredita que o autor do ataque ao centro comercial de Munique agiu sozinho mas desconhece as razões dos disparos. O rapaz de 18 anos tem nacionalidade alemã e iraniana, vivia na cidade e ter-se-á suicidado depois do ataque. Dez pessoas morreram, incluindo o atacante e 16 ficaram feridas, três estão em estado grave.

  • O filme dos acontecimentos em Munique
    2:15

    Ataque em Munique

    Um tiroteio no centro de comercial de Olympia, em Munique, fez pelo menos 10 mortos e 10 feridos. A polícia alemã montou uma mega operação para capturar o atirador. Durante várias horas os transportes deixaram de circular e foi declarado estado de emergência. Já ao início da madrugada, as autoridades confirmaram que o atirador é uma das vítimas mortais.

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.