sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Testemunha diz que atacantes dispararam durante 10-15 minutos

​Os atacantes da sala de espetáculos parisiense Bataclan dispararam de rosto descoberto durante vários minutos contra o público que assistia a um concerto, tendo inclusive recarregado as armas, relatou um jornalista presente no local.

© Christian Hartmann / Reuters

O diário francês Libération reproduziu no seu sítio na internet o testemunho de Julien Pearce, jornalista da Europe 1, que se encontrava no Bataclan quando começou o tiroteio.

"Vários indivíduos armados entraram no concerto e dois ou três de rosto descoberto começaram a disparar com armas automáticas de tipo 'kalachnikov' ao acaso sobre a multidão", relatou.

Julien Pearce estimou que o ataque terá durado "entre 10 e 15 minutos", destacando que "foi extremamente violento e houve pânico".

Detalhou ainda que "os assaltantes tiveram tempo de recarregar as armas pelo menos por três vezes", que "não estavam mascarados, estavam senhores de si, eram muito jovens".

Lusa

  • "Ataque terrorista" no centro de Barcelona

    Ataque em Barcelona

    Uma carrinha atropelou várias pessoas esta tarde em Barcelona, Espanha, na área turística de Las Ramblas. A polícia confirma oficialmente um morto e 32 feridos, mas outras fontes asseguram a existência de várias vítimas mortais. As autoridades falam de um "ataque terrorista" e revelaram a foto do suspeito.

    Direto

    SIC

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19