sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Atacantes no Bataclan criticaram Hollande pela ação na Síria

Os autores de um dos ataques terroristas na noite de sexta-feira em Paris invocaram a intervenção francesa na Síria para justificar a sua ação, segundo vários testemunhos recolhidos pela AFP e pelo jornal Libération.

© Philippe Wojazer / Reuters

"Ouvi os reféns dizerem claramente 'A culpa é de Hollande. A culpa é do vosso Presidente. Ele não devia intervir na Síria'. Eles também falaram do Iraque", afirmou uma destas testemunhas, que se encontrava na sala de espetáculos do Bataclan, onde dezenas de pessoas foram mortas.

Vários ataques registados na sexta-feira à noite, em Paris, provocaram pelo menos 110 mortos e pelo menos 500 pessoas ficaram feridas, segundo fontes policiais.

O Presidente francês, François Hollande, já anunciou o estado de emergência e o encerramento das fronteiras de França na sequência do que classificou de "ataques terroristas sem precedentes" no país. A segurança nas ruas da cidade foi reforçada com 1.500 soldados.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.