sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Procurador de Paris diz que cinco terroristas foram neutralizados

O procurador de Paris, François Mollins, afirmou hoje que até ao momento "foram neutralizados cinco terroristas" e que o número de mortos nos ataques pode ultrapassar os 140.

© Philippe Wojazer / Reuters

As autoridades francesas tinham reportado anteriormente que três suspeitos tinham sido mortos durante o assalto da polícia à sala de espetáculos Bataclan, e que um bombista suicida se tinha feito explodir junto ao Estádio de França, ao norte da capital.

A justiça francesa abriu um inquérito por assassínios relacionados com ação terrorista.

Na sexta-feira à noite, vários ataques perpetrados no centro de Paris e junto ao Estádio de França provocaram pelo menos 140 mortos.

Na sequência dos atentados, o chefe de Estado francês decretou o estado de emergência e o encerramento das fronteiras do país.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.