sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ancara diz ter alertado França para ameaça de um dos bombistas suicidas

As autoridades da Turquia afirmam que alertaram por duas vezes a polícia francesa para a ameaça do militante jihadista Omar Ismail Mostefai, um dos bombistas suicidas de Paris. Ancara garante que não recebeu qualquer resposta das autoridades francesas.

Omar Ismail Mostefai, de 29 anos, foi um dos terroristas que se fizeram explodir na sala de concertos parisiense Bataclan.

Omar Ismail Mostefai, de 29 anos, foi um dos terroristas que se fizeram explodir na sala de concertos parisiense Bataclan.

© Benoit Tessier / Reuters

A polícia turca "informou a polícia francesa duas vezes, em dezembro de 2014 e em junho de 2015" sobre a presença de Omar Ismail Mostefai, um dos assaltantes da sala de espetáculos parisiente Bataclan, disse a agência France Presse um responsável do Governo de Ancara que não quis divulgar a identidade.

"Nunca tivemos uma resposta de França sobre esta questão", acrescentou.

As investigações aos atentados partem da possibilidade de os ataques de Paris terem sido perpetrados por três equipas.

A primeira terá atacado no exterior do Stade de France, onde o primeiro bombista suicida acionou os explosivos às 21:20, quando decorria o jogo de futebol. Os outros dois bombistas acionaram os explosivos às 21:30 e às 21:53.

A segunda equipa atacou o Bataclan, onde entrou cerca das 21:40. Omar Ismail Mostefai, de 29 anos, francês filho de argelinos, foi um dos três terroristas que morreram naquele local.

Uma terceira equipa terá sido responsável pelos tiroteios em três bares e restaurantes do centro de Paris, atacados às 21:25, 21:32 e 21:36. Um dos membros desta equipa fez-se explodir às 21:40 num quarto estabelecimento.

Os atentados de sexta-feira, reivindicados pelo Estado Islâmico, provocaram pelo menos 129 mortos e mais de 350 feridos.

  • Irmão do primeiro suspeito dos ataques é "educado, gentil e sociável" diz vizinho
    0:45

    Mundo

    Ismael Mostefai é o primeiro suspeito identificado como autor dos ataques de sexta-feira em Paris. O homem de 29 anos é francês, filho de argelinos. A identificação foi possível devido a um dedo encontrado na sala de espetáculos Bataclan. Mostefai estava referenciado como extremista desde 2010. Seis familiares de Ismael Mostefai estão a ser interrogados pelas autoridades, incluindo o pai e o irmão. As casas de ambos foram ontem alvo de buscas. Um vizinho do irmão confessa nunca ter conhecido Ismael e conta como as autoridades revistaram o local.

  • Dois lusodescendentes na lista de desaparecidos
    3:19

    Ataques em Paris

    Dois lusodescendentes estão na lista de pessoas desaparecidas, após os ataques em Paris. Quanto a vítimas, o balanço é, por agora, de dois portugueses mortos e quatro feridos. Priscille Correia, a jovem que foi morta pelos terroristas no Bataclan, tinha fortes ligações ao Montijo, onde os familiares e amigos recordaram este domingo as últimas memórias.

  • Tomadas medidas para evitar danos ambientais após acidente na barra da Armona
    1:49

    País

    Quatro tripulantes foram transportados para o hospital com hipotermia, depois de terem caído ao mar. A embarcação onde seguiam, e que faz trabalhos de reposição de areias, virou-se esta manhã, na ilha da Armona, em Olhão. As autoridades vão abrir um inquérito para apurar as causas do acidente e estão a tomar medidas para evitar danos ambientais, visto que a embarcação transportava 12 mil litros de gasóleo.

  • Papa no Chile em ambiente de contestação à Igreja Católica
    3:13

    Mundo

    O Papa pediu hoje perdão pelos crimes de pedofilia cometidos por membros da Igreja Católica no Chile, referindo que sentiu "dor e vergonha" diante do "dano irreparável" causado às crianças vítimas de abuso sexual. Francisco está a cumprir uma deslocação de três dias ao Chile, onde a contestação à visita e à Igreja se faz sentir. O Papa enfrenta um ambiente hostil na sexta viagem à América Latina, devido à denúncia de abusos sexuais na Igreja.

  • Reviravolta na Operação Fizz
    1:09

    País

    O juiz que vai julgar o chamado processo da Operação Fizz decidiu aceitar as denúncias de Orlando Figueira contra o presidente do Banco Atlântico e o advogado Daniel Proença de Carvalho. As acusações do principal arguido contra o banqueiro Carlos Silva e o advogado Proença de Carvalho podem trazer uma reviravolta ao processo.

  • Apoio psicológico fundamental em Vila Nova da Rainha
    2:19
  • Projeto Bairros Sem Cárie levou 300 pessoas do Seixal ao dentista
    3:08

    País

    Portugal tem dos piores indicadores de saúde oral da Europa e ir ao dentista é quase um luxo. Num país assim ganham ainda mais relevância iniciativas como o projeto Bairros Sem Cárie. 300 pessoas de bairros sociais do Seixal tiveram uma consulta de estomatologia gratuita.

  • Homem rompe a garganta ao tentar impedir espirro

    Mundo

    Impedir um espirro apertando o nariz pode causar sérias lesões. Foi o que aconteceu a um homem na Grã-Bretanha que teve de ser hospitalizado porque sofreu uma rutura na garganta ao apertar boca e nariz ao espirrar.