sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Às 11:00, um minuto de silêncio pelas vítimas dos atentados

Em França cumpre-se hoje o terceiro dia de luto em memóra das vítimas dos atentados de Paris, no mesmo dia em que todos os países europeus são convidados a fazer um minuto de silêncio às onze da manhã, hora de Lisboa.

© Benoit Tessier / Reuters

Todos os países europeus são convidados a cumprir um minuto de silêncio às 12:00, (11:00 em Lisboa), em memória das vítimas dos atentados de Paris. Em Portugal, o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho irá cumprir a homenagem na residência oficial em São Bento, junto dos embaixadores dos Estados-membros da União Europeia.

O número de mortos mantém-se nos 129, sendo este o último balanço oficial provisório e não 132, como por lapso foi avançado pelas autoridades de saúde.

Enquanto se lembram as vítimas um pouco por todo o mundo, a polícia francesa mantém em curso uma grande operação de caça ao homem. Entre os procurados, está Salah Abdeslam de 26 anos, nascido em Bruxelas, cuja foto foi divulgada pela polícia.

As autoridades acreditam que os ataques de sexta-feira foram preparados por um grupo com base na Bélgica. Outro dos terroristas que se fez explodir no Bataclan era filho de mãe portuguesa.

França endureceu o combate contra o auto-proclamado Estado Islâmico na Síria. Pelo menos 130 pessoas morreram nos raides aéreos em Raqqa, a cidade controlada plo grupo extremista na Síria. O ataque incluiu 20 bombas e a participação de 10 caças numa operação desenvolvida em coordenação com os Estados Unidos.

  • A mudança de estratégia do "Estado Islâmico"
    3:00

    Ataques em Paris

    Os atentados de Paris e o eventual abate de um avião comercial russo nos céus do Egito mostram que o "Estado Islâmico" pode estar a mudar a sua estratégia militar. Com a perda de posições no Iraque e na Síria, bem como as dificuldades em financiar-se, o grupo parece apostar tudo em atacar o Ocidente. Tornou-se conhecido há cerca de ano e meio, sendo já decisivo no panorama internacional.

  • Dois lusodescendentes na lista de desaparecidos
    3:19

    Ataques em Paris

    Dois lusodescendentes estão na lista de pessoas desaparecidas, após os ataques em Paris. Quanto a vítimas, o balanço é, por agora, de dois portugueses mortos e quatro feridos. Priscille Correia, a jovem que foi morta pelos terroristas no Bataclan, tinha fortes ligações ao Montijo, onde os familiares e amigos recordaram este domingo as últimas memórias.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51