sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Homem-bomba do Stade de France passou pela Grécia em outubro

Um homem-bomba que participou nos atentados de há uma semana em Paris foi controlado a 3 de outubro na Grécia, junto com outro que se misturou com os migrantes que fogem da Síria, revelou hoje a justiça francesa.

Michel Euler

O homem, citado numa declaração do promotor de Paris encarregado da investigação aos atentados, fez-se explodir na sexta-feira no Stade de France, na periferia norte de Paris.

De acordo com o comunicado, o homem-bomba foi "formalmente identificado como um indivíduo cujas impressões digitais correspondem às registadas durante um controlo realizado na Grécia a 3 de outubro".

Entretanto, o governo grego insurgiu-se hoje contra o Ministro do Interior francês, segundo o qual Abdelhamid Abaaoud, um dos alegados cabecilhas dos atentados em Paris, tinha passado recentemente pela Grécia.

Em comunicado, o governo grego afirma que não há evidências dessa presença e "lamenta" que o ministro Bernard Cazeneuve tenha afirmado que um "serviço de inteligência exterior à Europa" informou a França de que Abdelhamid Abaaoud passou por território grego.

"Até o momento, nenhuma autoridade tem a menor evidência que confirme essa afirmação, inteiramente baseada em artigos de jornais de janeiro", contesta a tutela grega, que solicita às autoridades francesas que "façam publicamente a correção apropriada".

Segundo fonte próxima da investigação aos atentados, as informações partiram da Turquia, tendo o ministro francês lamentado não ter recebido "nenhuma informação de países europeus" sobre a passagem de Abaaoud.

A possível ligação entre a Grécia e Abaaoud surgiu em janeiro, no âmbito de uma investigação belga que o visava.

Com base no material fornecido pelos belgas - um nome, uma foto e um número de telemóvel - foram feitas duas detenções em Atenas, mas não foi possível estabelecer relações entre Abaaoud e os detidos, tendo pelo menos um deles sido libertado.

Lusa

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.