sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Primeiro-ministro russo diz que EUA são responsáveis por fortalecimento do Daesh

O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, respondeu hoje a críticas do presidente norte-americano, Barack Obama, afirmando que os Estados Unidos têm responsabilidades no fortalecimento do Daesh.

Reuters

Reuters

© POOL New / Reuters

"O fortalecimento do Estado Islâmico (Daesh) foi possível, entre outras coisas, pela política irresponsável dos Estados Unidos", disse Medvedev em declarações à imprensa russa, após a cimeira da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) em Kuala Lumpur, Malásia.

O primeiro-ministro russo disse, citado pela Efe, que "em vez de centrar todos os esforços na luta contra o terrorismo, os Estados Unidos e seus aliados optaram por lutar contra o presidente da Síria, Bashar al-Assad, eleito legitimamente".

"Uma política razoável de qualquer país, incluindo os Estados Unidos, no Médio Oriente, seja Síria, Egipto ou Iraque, deve consistir em apoiar as autoridades legítimas capazes de garantir a integridade estatal e não em estragar tudo", acusou.

Medvedev acrescentou ainda que "há algum tempo os Estados Unidos permitiram o fortalecimento da Al-Qaida, o que levou à tragédia do 11 de setembro", os atentados terroristas de 2001 em território norte-americano.

Obama instou hoje a Rússia a mudar de estratégia para centrar os seus bombardeamentos aéreos na Síria em posições do Estado Islâmico e não em milícias rebeldes que querem derrubar Assad, aliado de Moscovo.

Segundo Obama, só se mudar de estratégia o Kremlin será "um parceiro eficaz" dos países que já integram a coligação antiterrorista liderada pelos Estados Unidos.

O presidente russo, Vladimir Putin, viaja na segunda-feira para Teerão, para se reunir com Hassan Rohani, líder do Irão, outro dos aliados de Damasco.

A visita terá lugar dias antes de uma deslocação a Moscovo do presidente francês, François Hollande, na quinta-feira, no âmbito dos esforços para tentar formar uma coligação alargada contra o Daesh, responsável pelos atentados de Paris, que causaram 130 mortos e mais de 300 feridos.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.