sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Sexto suspeito de envolvimento nos ataques de Paris acusado na Bélgica

O Ministério Público federal belga acusou esta sexta-feira um sexto suspeito de "atentados terroristas" e de "participação em atividades de um grupo terrorista", no âmbito da investigação dos ataques de 13 de novembro em Paris.

Reuters

Reuters

© Yves Herman / Reuters

"Ontem [quinta-feira] uma pessoa foi detida em Bruxelas para interrogatório. O juiz de instrução manteve o suspeito sob custódia e acusou-o de atentados terroristas e de participação em atividades de um grupo terrorista", indicaram as autoridades federais, em comunicado, sem darem pormenores sobre a identidade do suspeito ou a sua alegada implicação no caso.

Dois outros indivíduos, detidos na quinta-feira em Verviers (leste da Bélgica) durante buscas, foram entretanto libertados, precisou a mesma nota informativa.

Desde o início da investigação dos atentados de 13 de novembro, cinco outros suspeitos já tinham sido acusados e colocados em detenção provisória pela justiça belga, incluindo três homens suspeitos de terem ajudado Salah Abdeslam, suspeito ainda em fuga.

Os atentados do passado dia 13 de novembro em Paris, reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI), provocaram 130 mortos e cerca de 350 feridos.

Lusa

  • Presidente visita zonas afetadas pelos fogos
    2:00

    País

    Numa visita inesperada, o Presidente da República esteve esta manhã em Vouzela, um dos concelhos mais atingidos pelos incêndios. Marcelo Rebelo de Sousa vai estar nos próximos dias no distrito de Viseu.

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.