sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

França impede entrada a mil pessoas por motivos de segurança

A França impediu a entrada no país a cerca de mil pessoas, alegando que constituíam um perigo para a ordem pública e segurança, anunciou hoje o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, numa visita a Estrasburgo.

© Eric Gaillard / Reuters

"Cerca de mil pessoas" foram impedidas de entrar em território francês desde o restabelecimento dos controlos nas fronteiras por serem consideradas "um risco para a segurança e ordem pública", afirmou o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, durante uma visita a Estrasburgo.

A França tinha restaurado o controlo das fronteiras na sexta-feira, dia 13, horas antes dos atentados, para prevenir a realização de ataques no âmbito da Cimeira do Clima, que começa segunda-feira perto de Paris.

O controlo de fronteiras vai prolongar-se "enquanto a ameaça terrorista assim o exigir", afirmaram as autoridades.

Os atentados de Paris, a 13 de novembro, fizeram 130 mortos e mais de 300 feridos.

Lusa

  • Vítimas dos ataques em Paris foram homenageadas
    3:01

    Ataques em Paris

    Apesar do estado de emergência em França devido aos ataques do passado dia 13 em Paris, foram muitos os que quiseram associar-se à homenagem oficial. Na capital francesa, duas semanas após os atentados, uma cidadã muçulmana pede para não se confundir o Islão com o terrorismo.

  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • Governo promete melhorar condições de 26 mil famílias
    1:23

    País

    O ministro do Ambiente explicou esta terça-feira, no Parlamento, as novas medidas para a habitação: reduzir os impostos para arrendamentos longos, melhorar as condições de 26 mil famílias e introduzir o arrendamento vitalício para maiores de 65 anos. Este é um investimento que vai chegar aos 1700 milhões de euros.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31
  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17