sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Secretário-geral da ONU visita Paris para homenagear vítimas dos atentados

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, foi hoje a Paris para homenagear as vítimas dos atentados de 13 de novembro, deslocando-se à sala de concertos Bataclan e ao café "La Bonne Bière".

© Stephane Mahe / Reuters

"Eu sou parisiense e estou sentado na esplanada de um café", disse em francês Ban Ki-moon, evocando a frase "Eu estou numa esplanada", usada depois dos atentados de Paris.

Ban Ki-moon esteve em silêncio diante do Bataclan antes de ir tomar um café com os responsáveis do "La Bonne Bière", o pequeno restaurante/café em que estavam várias pessoas que foram atingidas a tiro na esplanada por um dos terroristas dos atentados de Paris.

Ban Ki-moon elogiou "Paris, símbolo da resistência" diante dos eleitos pelos bairros afetados e que se encontraram com o responsável das Nações Unidas.

O secretário-geral da ONU estava acompanhado pela autarca de Paris, Anne Hidalgo.

A autarca de Paris afirmou que Ban Ki-moon havia "pedido para vir" aos locais dos atentados.

Nos atentados de Paris, que ocorreram em vários locais da capital francesa, como o Estádio de França, foram mortas 130 pessoas e centenas ficaram feridas.

Antes, o secretário-geral da ONU condenou firmemente o triplo atentado ocorrido no sábado no Chade, realizado pelo grupo extremista Boko Haram, que matou 30 pessoas e deixou dezenas de feridos num mercado de uma ilha do Lago do Chade.

"São atos abomináveis que demonstram uma vez mais a brutalidade do Boko Haram", disse Ban, apelando aos países que sofrem com a ameaça terrorista do movimento radical que se unam de maneira global e integrada para avaliar e responder a este problema.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28