sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Pai de terrorista "teria matado" o filho se soubesse do plano dos ataques em Paris

O pai do terceiro terrorista do ataque à sala de espetáculos Bataclan, em Paris, declarou hoje que "teria matado" o filho se soubesse o que ele andava a planear.

Said Mohamed-Aggad disse à agência de notícias francesa AFP que só soube hoje, juntamente com o resto do país, que o seu filho de 23 anos, Foued, era um dos três atiradores que dispararam sobre os espetadores do concerto no Bataclan com espingardas automáticas, fazendo 90 mortos no mais grave dos atentados de 13 de novembro.

"É claro que estou surpreendido", disse Mohamed-Aggad à imprensa, junto à sua casa, em Bischheim, um subúrbio da cidade de Estrasburgo, no nordeste de França.

Se soubesse que o filho planeava participar no ataque 'jihadista' que matou no total 130 pessoas, Said Mohamed-Aggad disse: "Tê-lo-ia matado eu mesmo antes disso".

O pai do terrorista afirmou saber que o filho tinha viajado para a Síria em 2013 com um grupo de jovens da zona de Estrasburgo "mas não sabia que ele tinha regressado" a França.

"A última vez que o vi foi há dois anos, quando ele se foi embora. Nem sei o que dizer, só soube esta manhã. Tenho de me recompor", comentou.

Foued Mohamed-Aggad foi o último dos três atacantes do Bataclan, todos cidadãos franceses, a ser identificado.

Os outros dois -- Omar Ismail Mostefai, de 29 anos, e Samy Amimour, antigo motorista de autocarros de 28 anos -- também tinham estado na Síria.

Dois dos atiradores fizeram-se explodir detonando cintos de explosivos a seguir ao atentado do Bataclan. O terceiro foi abatido a tiro pela polícia que irrompeu na sala de espetáculos em cujo interior se encontravam ainda centenas de pessoas.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.