sicnot

Perfil

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Ataques em Paris

Polícia identifica apartamentos usados por suspeitos de atentados de Paris

A polícia belga descobriu três apartamentos que foram utilizados na Bélgica pelos autores dos atentados de Paris, anunciou hoje o Ministério Público.

© Francois Lenoir / Reuters

"Os investigadores foram capazes de identificar três propriedades usadas pelos perpetradores conspiradores dos ataques de 13 de novembro de 2015", disse o porta-voz do Ministério Público federal, Eric Van der Sypt, num comunicado em inglês.

Essas propriedades são um apartamento na cidade de Charleroi, onde os investigadores encontraram uma impressão digital de Abdelhamid Abaaoud, o presumível cérebro dos ataques; um apartamento no distrito de Schaerbeek, na capital, Bruxelas, identificado na sexta-feira; e uma pequena habitação na aldeia de Auvelais, perto da fronteira francesa.

Lusa

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07

    Mundo

    O Conselho de Segurança das Nações Unidas chegou este sábado a acordo sobre o cessar-fogo na Síria, depois de três dias de intensas negociações para evitar o veto da Rússia. As tréguas vão durar 30 dias e permitir a entrada de ajuda humanitária em Ghouta Oriental, a região mais atingida pela guerra na Síria, nesta altura. Em apenas sete dias, os bombardeamentos do regime fizeram mais de 500 mortos.

  • Portugueses e espanhóis protestam em Salamanca contra mina de urânio
    0:38

    País

    O Bloco de esquerda desafia o Governo português a exigir às autoridades espanholas uma avaliação do impacto ambiental da mina de urânio a 40 quilómetros da fronteira portuguesa. Este caso está gerar contestação entre os ambientalistas. Várias associações portuguesas participaram este sábado numa manifestação em Salamanca. A Quercus diz-se preocupada com o impacto da mina de urânio no território português.

  • PS e PSD querem acordo sobre fundos e descentralização até ao verão
    3:07
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de três armas da PSP, recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avança hoje que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • As gravações que provam que as autoridades conheciam o perfil violento de Nikolas Cruz
    1:35