sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Bagão Félix esteve na Promenade des Anglais minutos antes do ataque

Bagão Félix esteve na Promenade des Anglais minutos antes do ataque

Um camião embateu numa multidão que assistia ao fogo-de-artifício em Nice. As vítimas estavam a festejar o Dia Nacional de França. O motorista da viatura foi abatido, segundo as autoridades francesas. Bagão Félix, comentador da SIC, conta que esteve no sítio do ataque, na Promenade des Anglais, a poucos minutos antes e descreve o cenário que se vive em Nice.

  • Ataque em Nice poderá ter tido como alvo os turistas
    2:08

    Atentado em Nice

    Um camião embateu numa multidão que assistia ao fogo-de-artifício em Nice. As vítimas estavam a festejar o Dia Nacional de França. A polícia francesa está a tratar o sucedido como sendo um atentado. Não se sabe ainda o número de vítimas, mas segundo a BFMTV, poderá haver entre 30 a 50 vítimas mortais. De acordo com as autoridades francesas, o motorista da viatura foi abatido. Nuno Rogeiro, comentador da SIC, explica que este ataque pode ter com objetivo atacar turistas. O comentador diz que o Daesh declarou guerra não só aos Estados mas também ao turismo uma vez que estes consideram que esta é uma forma de "decadência social".

  • Número de mortos nos incêndios sobe para 44

    País

    Os incêndios florestais que deflagraram no domingo em várias zonas do país provocaram 44 mortos, disse esta sexta-feira a adjunta do comando nacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC

  • Aberta nova frente de guerra no Iraque
    1:20

    Mundo

    Uma nova frente de guerra no Iraque está aberta. O exército de Bagdade combate as forças curdas e luta pelo controlo da província petrolífera de Kirkuk. Na origem da ofensiva está o referendo não reconhecido à independência do Curdistão.