sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Há um português entre os feridos em Nice

Pelo menos um cidadão português ficou ferido na sequência do ataque registado na quinta-feira à noite, na cidade francesa de Nice, confirmou hoje o Governo.

© Eric Gaillard / Reuters

O assessor de imprensa do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas adiantou à Lusa que foi identificado um português, entre os feridos.

Segundo a mesma fonte, trata-se de um homem, que está hospitalizado, na zona de Nice, e que vai ser operado a uma perna esta tarde.

O português, que está acompanhado pela mulher, "que escapou ilesa, está livre de perigo", adiantou a mesma fonte, confirmando que "tem havido muitos contactos" de cidadãos portugueses, sobretudo junto dos consulados.

Pelo menos nove das 84 vítimas mortais de um camião que embateu contra a multidão, que, na quinta-feira à noite, festejava um feriado nacional na cidade francesa de Nice, são estrangeiras.

Para já, não foi identificado nenhum cidadão português entre as vítimas mortais. "A embaixada e os consulados portugueses em França, em coordenação com as autoridades francesas, estão a acompanhar a situação e a prestar os esclarecimentos e o apoio necessários aos cidadãos portugueses", garantiu o Governo, em comunicado enviado às redações.

Lusa

  • A estreia de Centeno como líder do Eurogrupo
    1:56
  • Puigdemont chegou à Dinamarca e não foi detido

    Mundo

    A Justiça espanhola pediu à Dinamarca para ativar a ordem de detenção europeia contra Carles Puigdemont, que ignorou as ameaças de detenção e decidiu deslocar-se a Copenhaga para participar numa conferência. Entretanto na Catalunha, o presidente do parlamento propôs Puigdemont para voltar a dirigir o Governo Regional.

  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

    Luís Marques Mendes

  • O caso Assange é "um problema" para o Equador

    Mundo

    O Presidente equatoriano, Lenin Moreno, declarou no domingo que o asilo atribuído ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange, pela embaixada do Equador em Londres desde 2012 é "um problema herdado" que constitui "mais que um aborrecimento".