sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Polícia encontrou documentos de franco-tunisino no camião

A polícia francesa encontrou documentos de identificação de um franco-tunisino no camião que na quinta-feira à noite investiu contra uma multidão que assistia a um espetáculo de fogo de artifício na cidade de Nice, sul do país.

© Eric Gaillard / Reuters

"Ainda estamos a identificar o condutor do camião", afirmou uma fonte da polícia francesa, acrescentando que os documentos pertencem a um homem de 31 anos que é habitante de Nice.

O presidente da região de Provence-Alpes-Cote d'Azur, Christian Estrosi, afirmou que havia "armas pesadas" dentro do veículo usado no ataque que resultou em pelo menos 77 mortos.

"Havia pistolas no veículo e armas pesadas, mas não posso dizer mais porque isso cabe às autoridades judiciais", afirmou Christian Estrosi.

Lusa

  • O momento em que o camião avança contra a multidão
    0:28

    Atentado em Nice

    Um camião embateu, esta noite, numa multidão que assistia ao fogo-de-artifício em Nice. As vítimas estavam a festejar o Dia Nacional de França. O motorista da viatura disparou contra a multidão mas foi abatido. Será um homem de 31 anos, natural de Nice, de origem tunisina. Segundo as autoridades francesas, 80 pessoas foram mortas. O vídeo mostra o momento em que o camião avança contra a multidão.

  • Autoridades admitem que possa haver suspeitos em fuga
    0:55

    Atentado em Nice

    O fantasma do terrorismo volta a assombrar França. Em plena celebração do dia da Batilha, em Nice, um camião foi de encontro a uma multidão e assistia oa fogo de artifício, numa das principais avenidas da cidade. As autoridades francesas já falam em atentado mas sem suspeitas sobre os responsáveis. O primeiro balanço aponta para pelo menos 80 mortos e 100 feridos. O presumível condutor já terá sido abatido mas as autoridades admitem que possa haver suspeitos em fuga.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.