sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Portugal condena atentado e garante que está "ao lado da França"

​O Governo português emitiu hoje um comunicado a condenar "veementemente" o atentado ocorrido na cidade francesa de Nice, na noite de ontem, garantindo que "Portugal está ao lado da França" no combate ao terrorismo.

Amr Nabil

Em nota enviada pelo gabinete do ministro dos Negócios Estrangeiros, o Governo português "repudia" o ataque -- atribuído pelas autoridades francesas a um cidadão franco-tunisino de 31 anos, residente em Nice, que lançou um camião contra a multidão que se encontrava na avenida marginal da cidade costeira -- "que manchou de terror e dor um dia de celebração da liberdade e da fraternidade", que é feriado em França.

Para já, não foi identificado nenhum cidadão português entre as vítimas. "A embaixada e os consulados portugueses em França, em coordenação com as autoridades francesas, estão a acompanhar a situação e a prestar os esclarecimentos e o apoio necessários aos cidadãos portugueses", garante o Governo.

O executivo português informa ter transmitido o seu "profundo pesar" às autoridades francesas e às famílias das vítimas, manifestando ainda "solidariedade para com os feridos e o povo francês".

Ao mesmo tempo, reitera a sua "firme condenação do terrorismo sob todas as suas formas" e assegura que "Portugal está ao lado da França na defesa da paz, da segurança e da liberdade e empenhado na prossecução de ações coletivas de prevenção e repressão de atos terroristas atrozes".

Com Lusa

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14