sicnot

Perfil

Atentado em Nice

Polícia francesa pede a Nice para destruir vídeos do ataque

© Pascal Rossignol / Reuters

A polícia francesa pediu às autoridades na cidade de Nice para destruírem as imagens de vídeo capturadas no massacre da semana passada, em que um homem ao volante de um camião matou 84 pessoas por atropelamento.

No pedido, visto hoje e divulgado pela agência France Presse, a unidade de anti-terrorismo da polícia em Paris solicita a Nice que "proceda com a completa destruição dos vídeos de todas as câmaras usadas na 'Promenade des Anglais", o nome da avenida marginal na cidade, onde o massacre ocorreu no passado dia 14 de de julho.

O tunisino Mohamed Lahouaiej Bouhlel conduziu um camião de 19 toneladas contra uma multidão que assistia na avenida marginal de Nice ao fogo-de-artifício de comemoração do Dia da Bastilha e foi depois morto pela polícia.

O pedido de destruição dos vídeos, datado de 20 de julho, é relativo a "todas as cópias de vídeos da cena do crime criadas fora da investigação".

Uma fonte não identificada da Procuradoria em Paris, que lidera a investigação do incidente, afirmou à AFP que a polícia pretende prevenir a disseminação das imagens "profundamente chocantes".

"Estas imagens são provas seladas [a serem usadas apenas] para fins da investigação", acrescentou a fonte.

Philippe Blanchetier, um advogado da cidade de Nice, presidida pelo partido Os Republicanos, na oposição, considerou o pedido problemático, porque envolve a manipulação de provas, e recordou que as imagens são, normalmente, apagadas ao fim de 10 dias.

Lusa

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC