sicnot

Perfil

Autárquicas 2017

Autárquicas 2017

Autárquicas 2017

O estranho caso dos likes egípcios nas autárquicas portuguesas

Denis Dervisevic

Ricardo Rosa

Jornalista

Candidatos autárquicos terão comprado likes no Facebook (ou alguém os comprou por eles) para que as suas páginas pareçam das mais populares na maior das redes sociais. Em Oeiras, há dois casos flagrantes.

É, aparentemente, o candidato às autárquicas de Oeiras mais popular no Facebook e está até no “top 10” a nível nacional. Aparentemente. Isaltino Morais tem milhares de fãs em países como Egito, Tailândia, Filipinas ou Vietname e apenas 44% dos likes (ou gostos) da sua página tiveram origem em Portugal. No caso de Sónia Amado Gonçalves, outra candidata independente à mesma Câmara, essa percentagem desce aos 6%, ou seja, dos mais de 9 mil likes que a sua página no Facebook apresenta, apenas 500 foram registados no país. Grande parte destes supostos fãs terá sido comprada, um negócio praticado por algumas empresas. Uma pesquisa da SIC encontrou também likes suspeitos em Manuel Pizarro, o candidato do PS ao Porto.

Comprar likes no Facebook é uma forma fácil e duvidosa de tentar ganhar popularidade na rede social. Com uma pesquisa no Google encontram-se facilmente anúncios a apregoar a venda 1000 likes por 15 ou 16 dólares, que muitas vezes nem correspondem a pessoas reais.

Google

“A prática de compra de fãs é considerada reprovável pelos profissionais da área, sendo inclusive contras as regras do próprio Facebook”, explica à SIC a consultora em Marketing Digital e Social Media Virgínia Coutinho.

“É uma estratégia antiga que já é usada há muitos anos não só no Facebook, mas também no Twitter, Instagram, etc”, diz por sua vez o especialista em anúncios no Facebook Luciano Larrossa. “O objetivo é apenas um: prova social. Mostrar para quem pesquisa, neste caso, pelo candidato, que ele é mais famoso nas redes sociais do que o concorrente”.

“A imagem é um factor muito importante e poderá influenciar os votos”

Luciano Larrossa alerta que “se uma página portuguesa, e especialmente de um candidato, tem centenas de fãs de outros países, algo está errado”, uma atitude “de lamentar se estivermos a falar, principalmente, de profissionais ligados à política”.

Por outro lado, “estamos a falar numa área em que a imagem é um factor muito importante e poderá influenciar os votos. Isto é, um candidato que tenha 500 seguidores, comparativamente com um outro candidato da mesma autarquia que tenha 15.000 seguidores, o segundo poderá ser visto como o preferido e mais bem sucedido, o que poderá influenciar o voto dos indecisos e dos apartidários”, hipótese formulada por Virgínia Coutinho.

Já nas eleições de 2013, Virgínia Coutinho detetou um caso suspeito, quando “um dos candidatos de Cascais numa semana tinha angariado um número enorme de fãs da Cidade do México, na semana seguinte de Istambul”.

Ásia de olhos postos nas eleições de Oeiras

facebook.com/IsaltinoMorais2017

Se o Facebook fosse uma sondagem ou um barómetro, dir-se-ia que Isaltino Morais é o candidato mais popular em Oeiras. São mais de 17 mil os fãs da sua página, mais seis mil do que os do adversário, antigo delfim e atual autarca, Paulo Vistas. No entanto, a proveniência de mais de oito mil likes do candidato Isaltino Morais é suspeita e muito distante do concelho de Oeiras, ao fazer uma análise por país:

1. Portugal 7.723👍
2. Egito 3.282👍
3. Tailândia 1.972👍
4. Vietname 850👍
5. Filipinas 630👍
6. Indonésia 476👍
7. Venezuela 437👍
8. Brasil 400👍
9. Turquia 271👍
10. Peru 182👍

Fonte: Facebook Like Checker (19/09) / ver aqui relatório completo

No Facebook, só quem é administrador de uma página pode ver de onde vêm os seus likes, mas a plataforma disponibiliza o código necessário para que um programador possa desenvolver uma aplicação para o efeito. É o que acontece, por exemplo, com o Facebook Like Checker, disponível online, e que foi usado para denunciar o caso numa página cujo objetivo aparente é denegrir a imagem de Isaltino Morais.

A SIC verificou os números e, para atestar a veracidade, fez inclusive uma análise aos likes da SIC Notícias no Facebook, os valores que aparecem neste Like Checker são exatamente os mesmos disponíveis na zona de administração da página.

Fãs por país no Facebook da SIC Notícias

Fãs por país no Facebook da SIC Notícias

Facebook

Análise do Facebook Like Checker à SIC Notícias

Análise do Facebook Like Checker à SIC Notícias

Facebook Like Checker

O que fazem então mais de três mil fãs do Egipto e quase dois mil da Tailândia na página de Facebook de Isaltino Morais? O staff diz que não sabe.

Questionado pela SIC, o diretor da campanha do movimento Inovar Oeiras de Volta garante que ninguém da estrutura comprou qualquer gosto. Francisco Gonçalves mostrou-se aliás surpreendido com os números, alegando que apenas costuma ter em conta os gostos e comentários de cada publicação, “habitualmente de pessoas conhecidas”. O responsável sublinha que “qualquer pessoa com cartão de crédito pode comprar likes em qualquer página”, mesmo não sendo administrador desta.

Ou seja, a página de Isaltino Morais poderá ter sido sabotada, segundo Francisco Gonçalves: “estamos a averiguar qual a origem e causa desse facto para perceber se houve alguma intromissão de alguém externo à nossa página de Facebook que provocasse esta situação”.

A candidata portuguesa com mais fãs no Egito

Além de Isaltino, a SIC analisou as páginas de todos os candidatos (ou partidos, quando o candidato não apresenta página própria) que concorrem à autarquia oeirense. E houve outra que fez soar o alarme, ainda mais alto.

facebook.com/RenascerOeiras2017

Sónia Amado Gonçalves é a terceira independente na corrida de Oeiras. Esta antiga apoiante de Isaltino Morais e de Paulo Vistas é também a terceira classificada nos likes do Facebook. E estranhamente, tal como Isaltino, tem milhares de alegados apoiantes do Egito. Aliás, este é mesmo o principal país de origem dos seus fãs:

1. Egito 7.479👍
2. Índia 586👍
3. Portugal 509👍
4. Indonésia 86👍
5. Brasil 74👍

Fonte: Facebook Like Checker (19/09) / ver aqui relatório completo

Se contarmos apenas os likes portugueses, dos mais de 9 mil fãs, Sónia Gonçalves desce para uns modestos 500 seguidores.

Confrontada com estes valores, a candidatura respondeu simplesmente: “o Movimento Independente Renascer Oeiras 2017 não comenta a questão”.

As páginas dos candidatos de Oeiras

Os turcos que seguem Manuel Pizarro

Com o mesmo Facebook Like Checker, a SIC verificou as páginas de Facebook de todos os candidatos à Câmara de Lisboa e nenhum levanta suspeitas à primeira vista. Há fãs além de Portugal, claro, mas em menor número e de países com forte expressão lusófona ou conhecidas comunidades portuguesas, como Angola, Brasil, Reino Unido ou França.

facebook.com/manuelpizarro17

Já no Porto, o candidato socialista Manuel Pizarro tem, entre os seus 13,5 mil fãs, algumas centenas de likes invulgares de países como a Turquia, Filipinas, Indonésia:

1. Portugal 10.267👍
2. Brasil 427👍
3.Turquia 304👍
4. EUA 291👍
5.Filipinas 166👍
6. Indonésia 133👍
7. México 130👍
8. França 113👍
9. Reino Unido 101👍
10. Argentina 99👍

Fonte: Facebook Like Checker (19/09) / ver aqui relatório completo

Aqui, os números são mais discretos que os dos candidatos oeirenses. Porém, nem entre os mais de 138 mil fãs do adversário e atual presidente da Câmara da invicta, Rui Moreira - a página mais popular entre autarcas e candidatos - se encontram números proporcionais ou sequer semelhantes nestes países de origem.

À SIC, a candidatura de Manuel Pizarro garante "que não comprou qualquer likes em lado nenhum". O gabinete de comunicação também se mostrou surpreendido com o número de gostos de fora do país, e lembrou, a título de exemplo, que Shah Alam Kazol, representante da comunidade bengali do Porto, está na lista de Pizarro.

As páginas dos candidatos do Porto

Os mais populares do Facebook, mas nem por isso nas urnas

Rui Moreira é mesmo o candidato às autárquicas com mais seguidores, com quase o dobro que a 2.ª classificada no ranking, Assunção Cristas, que soma cerca de 76 mil likes. Mas é de referir que tanto um como o outro já têm histórico de vários anos na rede social. Moreira mantém a página desde 2013, da campanha das autárquicas que venceu, e a página de Cristas já vem de 2009, ainda que só mais recentemente tenha ganho novo alento na sua gestão.

Top 10 candidatos autárquicos no Facebook

1. Rui Moreira (Porto) 138 mil👍 desde 2013
2. Assunção Cristas (Lisboa) 76 mil👍 desde 2009
3. Ricardo Rio (Braga) 40 mil👍 desde 2013
4. Eduardo Vitor Rodrigues (Gaia) 31 mil👍 desde 2015
5. Fernando Medina (Lisboa) 26 mil👍 desde 2015
6. Paulo Cunha (Famalicão) 22 mil👍 desde 2013
7. Carlos Carreiras (Cascais) 21 mil👍 desde 2011
8. Isaltino Morais (Oeiras) 17 mil👍 desde 2017
9. Marco Almeida (Sintra) 15 mil👍 desde 2011
10. Manuel Pizarro (Porto) 13 mil👍 desde 2017

Fonte: Socialbakers

Top 10 candidatos só com fãs de Portugal

1. Rui Moreira (Porto) 125 mil👍
2. Assunção Cristas (Lisboa) 69 mil👍
3. Ricardo Rio (Braga) 32 mil👍
4. Eduardo Vitor Rodrigues (Gaia) 30 mil👍
5. Fernando Medina (Lisboa) 24 mil👍
6. Paulo Cunha (Famalicão) 21 mil👍
7. Carlos Carreiras (Cascais)19,7 mil👍
8. Marco Almeida (Sintra) 14,5 mil👍
9. Paulo Vistas (Oeiras) 10,7 mil👍 desde 2013
10. Manuel Pizarro (Porto) 10 mil👍

Fonte: Socialbakers/Facebook Like Checker

Nesse sentido, a especialista Virgínia Coutinho alerta que “neste ranking não podemos também ignorar que há candidatos que são estreantes e abriram a sua página este ano, e outros, atuais presidentes ou anteriores candidatos, com páginas abertas e a serem geridas há mais anos”.

Por outro lado, “é importante realçar é que um gosto não significa um voto”, considera a consultora. “É normal que um habitante de uma autarquia goste das páginas de vários candidatos para se manter informado, ou mesmo que os adversários ou pessoas de partidos concorrentes gostem daquelas páginas”.

Além da notoriedade de alguns dos candidatos, Virgínia Coutinho destaca também a “gestão mais profissional das suas páginas” como fator de sucesso: “mantêm as páginas activas, isto é, partilham conteúdo com frequência, e comunicam-nas em vários outros materiais de comunicação”.

“Em suma, acredito que os gostos das páginas não deverão ser o factor para analisar a popularidade dos candidatos”, conclui.

Comprar milhares de gostos até pode ser barato, mas, corrobora Luciano Larrossa, “esses likes falsos nem sequer vão converter-se em votos: servem apenas para encher o ego que de quem os tem”.

  • "Se Portugal não confia no sistema judicial de Angola não deve fazer negócios com o país"
    18:27

    País

    O julgamento do caso Fizz arrancou esta segunda-feira. Victor Silva, diretor do Jornal de Angola, esteve na Edição da Noite para analisar como estão as relações entre Portugal e Angola, numa altura em que Manuel Vicente viu recusada a transferência do processo para o país angolano. Victor Silva afirmou que a decisão de "separar os processos vai de encontro aos interesses dos dois estados" e vai mais longe ao dizer que se Portugal "não confia no sistema judicial de Angola então não pode fazer negócios com o país".

  • Será este o "momento mais Ronaldo" de sempre?

    Desporto

    Cristiano Ronaldo é protagonista de mais um momento que corre nas redes sociais. Depois de marcar o sexto golo do Real Madrid frente ao Desportivo da Corunha, o jogador português ficou ferido no rosto e foi obrigado a abandonar o campo. Mas antes, mesmo com a cara ensanguentada, pediu um telemóvel com "espelho" para ver a extensão do corte. Há quem brinque com a situação, dizendo que Ronaldo levou a sua obsessão com a sua imagem a um novo nível, mas há também quem desvalorize a situação.

    SIC

  • Democratas aceitam compromisso para acabar com shutdown nos EUA

    Mundo

    Os senadores democratas aceitaram esta segunda-feira um acordo orçamental provisório que vai permitir acabar com a paralisação parcial do Governo federal dos Estados Unidos, situação conhecida como shutdown, anunciou o líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer.

  • O jogador de futebol que se tornou Presidente de um país

    Mundo

    George Weah tomou posse esta segunda-feira como Presidente da Libéria. Foi a segunda vez que o antigo futebolista concorreu ao cargo, depois de em 2005 ser derrotado pela candidata Ellen Johnson-Sirleaf. Foi o primeiro e único futebolista africano a receber uma Bola de Ouro. A história de George Weah também passou por Portugal, onde ficou conhecido pela agressão ao ex-jogador do FC Porto, Jorge Costa, em 1996.

    Ana Rute Carvalho

  • Refeição de 1.100 euros em Veneza

    Mundo

    O centro de Veneza oferece os mais variados restaurantes. Com menu obrigatório, sem menu, com taxas, sem taxas, sentando ou em pé. Depois há aqueles restaurantes que cobram 1.100 euros por cinco pratos acompanhados por água. O caso aconteceu com quatro turistas japoneses, que depois de pagarem a conta, apresentaram queixa às autoridades. O presidente da Câmara da cidade italiana já disse que ia investigar a situação e, caso se confirmasse, prometeu que iria castigar os responsáveis.

    SIC