sicnot

Perfil

Banif

Banif

Banif

Banco de Portugal proíbe Banif de dar crédito e receber depósitos

O Banif está proibido de conceder crédito e receber depósitos, de acordo com uma deliberação do Banco de Portugal (BdP), divulgada ontem na página da Internet do regulador bancário.

Tiago Petinga/ Lusa

Na deliberação, aprovada após uma reunião extraordinária do conselho de administração do Banco de Portugal realizada no domingo à noite, o BdP salienta que ao transferir a "parcela mais significativa da atividade e do património do Banif para a Naviget e para o Banco Santander Totta, aquele deixou de reunir condições para exercer a sua atividade de forma autónoma ou para continuar a operar no mercado em condições de normalidade".

No âmbito das "medidas de intervenção corretiva" tomadas para "preservar a estabilidade do sistema financeiro português" o Banif fica proibido de conceder crédito e aplicar fundos em quaisquer espécies de ativos, exceto quando estas aplicações sejam necessárias para preservar e valorizar o ativo, bem como de receber depósitos.

O Banif fica igualmente dispensado da "observância das normas prudenciais aplicáveis pelo prazo de um ano", a contar da data da deliberação.

O Governo e o Banco de Portugal decidiram no domingo a venda da atividade do Banif e da maior parte dos seus ativos e passivos ao Banco Santander Totta por 150 milhões de euros, enquanto os ativos recusados pelo Santander foram transferidos para uma sociedade veículo de nome Naviget.

Lusa

  • Venda do Banif em análise
    7:42

    Banif

    O Banif foi vendido ao Santander Totta por 150 milhões de euros com perdas para os contribuintes. O Santander Totta fica com trabalhadores, balcões e depósitos. Será criada uma sociedade para os ativos tóxicos do banco e há também um banco mau que fica com ativos de risco. O Estado perde 825 milhões de euros aplicados no banco há 3 anos. A solução vai custar mais 2.555 milhões de euros ao Estado, 489 milhões são emprestados ao Fundo de Resolução. O Estado vai gastar ainda 1.016 milhões de euros para um aumento de capital direto do banco. O primeiro-ministro diz que se deparou com situação de urgência e garante que solução assegura depósitos. O ministro das Finanças diz que adiamento da solução fez aumentar custos da intervenção para salvar o banco. "Neste momento o risco é de uma perda de 3.500 milhões de euros". Estes foram alguns dos pontos passados em revista.

  • Costa responsabiliza anterior Governo pelo arrastar do processo do Banif
    2:05

    Banif

    António Costa responsabiliza o anterior Governo pelo arrastar do processo do Banif. Numa primeira fase, o Executivo de Passos Coelho terá pedido mais tempo a Bruxelas para não comprometer a saída do programa de assistência. Mas, numa carta enviada a Maria Luís Albuquerque – e, a que a TSF teve acesso, a Comissão Europeia volta a insistir numa rápida solução para o Banco. Já na semana passada, o presidente executivo do Banif dizia à SIC que foi o anterior Governo que não quis abrir um concurso para vender o banco.

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.