sicnot

Perfil

Banif

Banif

Banif

Ex-administradores do Banif são os primeiros ouvidos na comissão parlamentar

As primeiras audições da comissão parlamentar de inquérito ao Banif serão a 29 de março e ao parlamento irão nesse dia os ex-administradores do banco Marques dos Santos e Jorge Tomé, revelou o presidente da comissão de inquérito.

(Lusa/ Arquivo)

(Lusa/ Arquivo)

Tiago Petinga

De acordo com indicações do deputado comunista António Filipe aos jornalistas, ficaram já calendarizadas oito audições: depois das audições de Marques dos Santos e Jorge Tomé, marcadas para 29 de março, uma terça-feira, será ouvido a 30 de março Luís Amado, também responsável do Banif, e depois virão ao parlamento responsáveis do Banco de Portugal (BdP) e agentes políticos.

Com efeito, a 31 de março será escutado António Varela, administrador do banco central, que anunciou esta semana a sua demissão do BdP, e na semana seguinte estão já definidas quatro audições: o antigo ministro das Finanças Vítor Gaspar é ouvido dia 05 de abril de manhã, o governador do BdP Carlos Costa fala aos deputados nesse dia de tarde, a antiga ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque vai à comissão de inquérito no dia seguinte, 06 de abril, e o atual titular da pasta do Governo PS, Mário Centeno, presta declarações a 07 de abril.

Lusa

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John Mccain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06