sicnot

Perfil

Banif

Banif

Banif

Ex-administrador do Banif assume que ficou surpreendido com resolução do banco

O antigo administrador do Banif Joaquim Marques dos Santos está hoje a ser ouvido na comissão de inquérito sobre o banco e já declarou perante os deputados ter ficado surpreendido com a resolução, definida em dezembro de 2015.

MARIO CRUZ / LUSA

Questionado pela deputada do PSD Margarida Mano sobre se a resolução do banco o surpreendeu, Marques dos Santos foi direto: "Surpreendeu", disse, sem mais acrescentar.

Antes, o antigo presidente executivo do Banif - que sucedeu ao fundador Horácio Roque, falecido em 2010 - lembrou que o banco procurou entre 2010 e 2011 "no Brasil, Espanha e Reino Unido" capitalizar a instituição.

"Por uma razão ou outra não conseguimos", reconheceu Marques dos Santos.

O Banif viria posteriormente a recorrer à linha da 'troika', disponibilizada durante o programa de ajustamento económico, para o setor bancário.

Joaquim Marques dos Santos começou a sua intervenção no parlamento por dizer que, após a sua saída do banco, em 2012, nunca teve "contactos formais" com os órgãos sociais do Banif.

Todas as decisões que tomou enquanto presidente do banco estão "devidamente documentadas e justificadas com todo o seu fundamento", acrescentou, insistindo que, desde 2012, tudo o que sabe do Banif foi o que veio noticiado na comunicação social.

A auditoria forense de 2014 do Banco de Portugal não contou, portanto, com o seu contributo: "Nunca fui ouvido na auditoria, nem nessa nem em nenhuma outra", vincou aos deputados da comissão de inquérito.

As audições na comissão parlamentar de inquérito à resolução do Banif começam hoje: de manhã é ouvido o antigo administrador Marques dos Santos, e de tarde prestará esclarecimentos aos deputados o também antigo administrador Jorge Tomé.

O processo de venda do banco, em dezembro de 2015, domina os trabalhos para se proceder à "avaliação de riscos e alternativas" da decisão, "no interesse dos seus trabalhadores, dos depositantes, dos contribuintes e da estabilidade do sistema financeiro".

Também a avaliação do "comportamento da autoridade de supervisão financeira", o Banco de Portugal, sobre o caso Banif, é um dos objetivos da comissão parlamentar de inquérito sobre a venda do banco.

A comissão também tem já agendadas as próximas audições: na quarta-feira, serão ouvidos Luís Amado, ex-administrador do Banif, e, na quinta-feira, será a vez de António Varela, antigo administrador nomeado pelo Estado (de 2013 a 2014) e administrador do Departamento de Supervisão Prudencial do Banco de Portugal (desde 2014 até março 2016).

Lusa

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • "O ministro não escondeu nem tapou"
    1:20

    Economia

    Pedro Santana Lopes falou pela primeira vez sobre a auditoria feita à Santa Casa no período em que foi provedor. Esta terça-feira, na SIC Notícias, Santana Lopes desvalorizou as irregularidades e defendeu o ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, Vieira da Silva.

    Pedro Santana Lopes

  • Constitucional chumba algumas normas da lei de barrigas de aluguer

    País

    O Tribunal Constitucional chumbou algumas normas do acórdão sobre as barrigas de aluguer. De acordo com o Expresso, a decisão já foi comunicada à Assembleia da República. A obrigatoriedade da regulamentação da lei ser feita pelo Parlamento e não pelo Governo terá sido unânime.

  • A história do bebé que continua a lutar pela vida depois de terem desligado as máquinas

    Mundo

    Alfie Evans sofre de uma doença cerebral degenerativa. A sua condição levou o caso à justiça e, depois de uma batalha judicial entre os pais e o hospital, os juízes determinaram que as máquinas do suporte artificial de vida fossem desligadas. Apesar de os aparelhos terem sido desligados na segunda-feira à noite, segundo os pais, a criança de 23 meses continua a lutar pela vida, respirando sozinha.

    SIC

  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • Marinha resgata 138 migrantes ao largo de Lampedusa

    País

    A fragata da Marinha portuguesa D. Francisco de Almeida resgatou esta terça-feira, ao largo da ilha de Lampedusa, em Itália, 138 migrantes, entre eles 15 mulheres e oito bebés, disse à Lusa fonte do Estado-Maior-General das Forças Armadas.

  • O recado de Donald Trump à Coreia do Norte 

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, exortou Pyongyang a eliminar todo o seu arsenal nuclear, precisando o que queria dizer exatamente ao apelar para a "desnuclearização" do regime totalitário, antes de uma aguardada cimeira com o líder norte-coreano.

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17