sicnot

Perfil

Banif

Banif

Banif

Maria Luís quer "repor a verdade" e diz que não houve planos de reestruturação chumbados

A antiga ministra Maria Luís Albuquerque está hoje a ser ouvida na comissão de inquérito ao Banif e declarou no começo da sua intervenção querer "repor a verdade", vincando que não houve planos de reestruturação do banco chumbados.

JOS\303\211 SENA GOUL\303\203O

"Não houve nenhum plano chumbado" por Bruxelas, realçou a antiga titular da pasta das Finanças do executivo PSD/CDS-PP, acrescentando que o que houve foi "houve oito versões que foram discutidas e negociadas".

Maria Luís Albuquerque diz que ao longo das oito versões houve pontos que ficaram fechados e outros que foram regularmente "discutidos", e lembrou que o plano tinha sempre "subjacente o cenário macroeconómico".

"O cenário macroeconómico é algo dinâmico, e é preciso refletir essas alterações no plano de reestruturação", sustentou, dando este como um dos motivos para as várias versões do plano de reestruturação.

E concretizou: "A decisão formal de chumbar ou aprovar o plano não existiu", visto que "uma vez feita a resolução do Banif, a Comissão Europeia encerrou o processo de avaliação que estava em curso".

Maria Luís Albuquerque, atual deputada do PSD e recém-eleita vice-presidente do partido, começou a ser ouvida na comissão de inquérito cerca das 18:30, uma hora depois do arranque previsto. A atrasar o começo dos trabalhos esteve o prolongar do plenário da Assembleia da República.

Lusa

  • Admissão de efetivos nas Forças Armadas aquém do pedido pelas chefias
    1:42

    País

    O Ministério das Finanças autorizou a admissão de mais efetivos nas forças armadas, este ano mas a integração fica muito abaixo do número pedido pelas chefias militares. Mário Centeno só terá autorizado a integração de cerca de três mil militares em vez das cinco mil vagas propostas pelas chefias do Exército, Força Aérea e Marinha.

  • China prepara-se para inaugurar comboio mais rápido do mundo
    1:08