sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Donald Tusk alerta britânicos para o risco de desintegração

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, apelou hoje aos britânicos para que fiquem na União Europeia (UE), advertindo que uma vitória do denominado Brexit pode ser o primeiro passo da desintegração europeia.

TIAGO PETINGA

"Quero aqui apelar aos britânicos, estou certo de que em nome de todos os europeus: fiquem connosco", disse Tusk numa conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro português, António Costa, quando faltam três dias para o referendo sobre a permanência do Reino Unido na UE.

O presidente do Conselho Europeu admitiu o "tom dramático" do seu apelo, justificando-o com o medo que lhe suscitam as consequências políticas imprevisíveis de um eventual resultado a favor da saída.

"A maior ameaça é o que não sabemos sobre possíveis consequências de um Brexit e não tenho dúvidas de que as consequências políticas e geopolíticas são completamente imprevisíveis e isso é sempre muito perigoso", afirmou.

Donald Tusk disse ter "a certeza" de que os inimigos da Europa vão "abrir uma garrafa de champanhe" se o resultado for pelo Brexit e sublinhou que o seu "maior medo" é que ele "seja um encorajamento para outros eurocéticos" e "algo como um primeiro passo de todo um processo de desintegração".

"O melhor comentário, apesar de velho e banal, é mesmo 'Unidos venceremos, divididos cairemos'", concluiu Tusk.

Donald Tusk, em visita de trabalho a Lisboa, reuniu-se com o primeiro-ministro português, com quem almoça, dirigindo-se depois para o Palácio de Belém, onde é recebido pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.


Lusa

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.