sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Antigos futebolistas ingleses "envergonhados" com resultado do referendo

O antigo futebolista inglês Gary Lineker, atual comentador desportivo na cadeia televisiva BBC, lamentou hoje a decisão do Reino Unido de sair da União Europeia, manifestando-se "envergonhado" com a sua geração.

© Reuters Photographer / Reuter

"Sinto-me envergonhado. Dececionamos os nossos filhos e os filhos dos nossos filhos", publicou Lineker na sua conta na rede social twitter, na qual é seguido por mais de cinco milhões de pessoas.

Outro antigo futebolista que se mostrou desapontado com o resultado do referendo realizado na quinta-feira foi Jamie Carragher.

"Peço aos jovens que viagem, que abracem a Europa, que aprendam e que trabalhem no estrangeiro, que amem o estrangeiro e que demonstrem que nós, os britânicos, somos bons. Lamento que os velhos os tenham dececionado", escreveu Carragher, também no twitter.

Phil Neville, também antigo futebolista inglês, usou o twitter para pedir um novo referendo: "Precisamos de outra votação. Não conheço ninguém que tenha votado a favor da saída".

O checo Petr Cech, guarda-redes do Arsenal, que vive em Londres há 12 anos, afirmou que o resultado do referendo "foi a maior decisão da história do país, que foi influenciado por uma campanha cheia de falsidades".

O futebolista irlandês Kevin Kilbane, também lamentou o resultado e disse ainda ter esperança de que tudo não passe de um sonho.

"Tenho a sensação de que vou acordar deste pesadelo e que tudo voltará à normalidade", escreveu Kilbane, no twitter.

Os eleitores britânicos decidiram que o Reino Unido vai sair a União Europeia (UE), depois de o 'Brexit' ter conquistado 51,9% dos votos no referendo de quinta-feira, cuja taxa de participação foi de 72,2%.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou já a sua demissão com efeitos em outubro.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.