sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Antigos futebolistas ingleses "envergonhados" com resultado do referendo

O antigo futebolista inglês Gary Lineker, atual comentador desportivo na cadeia televisiva BBC, lamentou hoje a decisão do Reino Unido de sair da União Europeia, manifestando-se "envergonhado" com a sua geração.

© Reuters Photographer / Reuter

"Sinto-me envergonhado. Dececionamos os nossos filhos e os filhos dos nossos filhos", publicou Lineker na sua conta na rede social twitter, na qual é seguido por mais de cinco milhões de pessoas.

Outro antigo futebolista que se mostrou desapontado com o resultado do referendo realizado na quinta-feira foi Jamie Carragher.

"Peço aos jovens que viagem, que abracem a Europa, que aprendam e que trabalhem no estrangeiro, que amem o estrangeiro e que demonstrem que nós, os britânicos, somos bons. Lamento que os velhos os tenham dececionado", escreveu Carragher, também no twitter.

Phil Neville, também antigo futebolista inglês, usou o twitter para pedir um novo referendo: "Precisamos de outra votação. Não conheço ninguém que tenha votado a favor da saída".

O checo Petr Cech, guarda-redes do Arsenal, que vive em Londres há 12 anos, afirmou que o resultado do referendo "foi a maior decisão da história do país, que foi influenciado por uma campanha cheia de falsidades".

O futebolista irlandês Kevin Kilbane, também lamentou o resultado e disse ainda ter esperança de que tudo não passe de um sonho.

"Tenho a sensação de que vou acordar deste pesadelo e que tudo voltará à normalidade", escreveu Kilbane, no twitter.

Os eleitores britânicos decidiram que o Reino Unido vai sair a União Europeia (UE), depois de o 'Brexit' ter conquistado 51,9% dos votos no referendo de quinta-feira, cuja taxa de participação foi de 72,2%.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou já a sua demissão com efeitos em outubro.

Lusa

  • Alianças do PS marcam discursos no Congresso do PS
    2:51
  • Souto de Moura feliz com distinção na Bienal de Arquitetura de Veneza
    1:10
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos. Depois de um curso intensivo de português durante três meses, os jovens vão iniciar o ano letivo em vários pontos do país.