sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

JPMorgan admite deslocar empregados para fora do Reino Unido

O banco norte-americano JPMorgan, que emprega 16.000 pessoas no Reino Unido, afirmou hoje que poderá deslocar trabalhadores para fora do país na sequência da vitória do Brexit no referendo de quinta-feira.

© Mike Segar / Reuters

"Se calhar vamos precisar de adotar mudanças na estrutura da nossa entidade legal europeia e na localização de determinados empregos", indicou a direção do banco num comunicado interno a que a AFP teve acesso.

O presidente executivo do JPMorgan, Jamie Dimon, tinha dito antes do referendo que entre 1.000 e 4.000 empregos poderiam ter de ser deslocalizados.

"Mesmo que estas mudanças não sejam certas, devemos estar preparados para nos adotar às novas leis para servir os nossos clientes em todo o mundo", indica o 'email' interno assinado por Jamie Dimon e dois outros altos responsáveis do banco.

"Independentemente do resultado de hoje, vamos manter uma presença importante em Londres, em Bournemouth e na Escócia, servindo os nossos clientes locais como o fazemos há mais de 150 anos", adianta.

O banco britânico HSBC afirmou hoje que começou "uma nova era para o Reino Unido e empresas britânicas", tendo a direção da instituição admitido anteriormente a possibilidade de deslocalizar um milhar de empregos para Paris em caso de 'Brexit'.

Lusa

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47