sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Primeiro-ministro da Dinamarca "muito triste" com triunfo do Brexit

O primeiro-ministro da Dinamarca, o liberal Rasmussen, considerou "muito triste" o triunfo do brexit e alerta para que o euroceticismo que existe em vários países deve ser levado a sério.

© Scanpix Denmark / Reuters

"Devemos respeitar a eleição que a maioria da população britânica conseguiu mas, ao mesmo tempo, não escondo que é um resultado muito triste para a Europa e para a Dinamarca", disse em comunicado Lars Lokke Rasmussen líder do governo minoritário dinamarquês, apoiado pelos partidos de direita.

Rasmussen frisou que que deve ser o executivo britânico a decidir o caminho que quer prosseguir, mas mostrou o desejo de que o Reino Unido mantenha uma "estreita relação" com a União Europeia.

"O referendo britânico não interfere na posição da Dinamarca em relação à União Europeia", disse Rasmussen, que recordou a dependência da economia dinamarquesa em relação à cooperação europeia.

O primeiro-ministro dinamarquês referiu-se também aos resultados das consultas que foram realizadas recentemente na Dinamarca e na Holanda e que "devem suscitar reflexão e ação".

"Entre a população existe ceticismo perante a União Europeia. Todos nós que tomamos decisões no quadro da União Europeia devemos levar esta circunstância muito a sério", afirmou.

A Dinamarca, que não faz parte do euro, rejeitou num referendo realizado no passado mês de dezembro as situações de exceção nas áreas da justiça e da segurança que mantém desde 1993.

Os eleitores britânicos decidiram que o Reino Unido vai sair a União Europeia, depois de o 'Brexit' ter conquistado 51,9% dos votos no referendo de quinta-feira, cuja taxa de participação foi de 72,2%.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou já a intenção de se demitir em outubro, na sequência deste resultado,

As principais bolsas europeias abriram hoje em forte queda, com a bolsa de Londres a descer perto dos 8 por cento.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.