sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

"Os heróis de ontem são hoje tristes heróis"

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, afirmou hoje na sessão do Parlamento Europeu, em Estrasburgo, que os "heróis de ontem do Brexit são hoje tristes heróis", referindo-se aos protagonistas do referendo do Reino Unido.

O líder do executivo comunitário aos eurodeputados, Jean-Claude Juncker, teceu duras críticas relativas aos protagonistas do Brexit, como Boris Johnson e Nigel Farage, entre outros.

"Aqueles que contribuíram para a situação do Reino Unido demitiram-se. Eles não são patriotas, porque os patriotas não se demitem quando as coisas se tornam difíceis. Ficam", argumentou.

Num debate sobre as conclusões da última cimeira de chefes de Estado e do Governo, que se centrou na vitória da opção pela saída do Reino Unido da União Europeia, Juncker disse que "os heróis de ontem do Brexit, são hoje os tristes heróis do Brexit". Afirmou ainda não compreender que os partidários da saída peçam tempo para afirmarem os seus planos para o futuro.

"Em vez de desenvolverem um plano, estão a abandonar o navio", criticou.

Jean-Claude Juncker fez ainda eco da mensagem repetida momentos antes pelo presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, que sem notificação por parte do Reino Unido do seu desejo de saída (Artº nº50 - Tratado de Lisboa) não há negociações sobre as futuras relações.

O presidente da Comissão Europeia reafirmou que a participação no mercado único implica o respeito total "pelas quatro liberdades, incluindo a de circulação".

Com Lusa

  • Juncker diz que Escócia ganhou o direito de ser ouvida em Bruxelas
    0:32

    Brexit

    O presidente da Comissão Europeia diz que a Escócia ganhou o direito de ser ouvida em Bruxelas. Esta tarde está previsto um encontro entre Jean-Claude Juncker e a primeira-ministra da Escócia. Juncker diz no entanto que não cabe nem à Comissão Europeia, nem ao Conselho Europeu, interferir no processo de cisão da Escócia do Reino Unido.

  • "Porque está aqui?", diz Juncker a Farage no Parlamento Europeu
    0:53

    Brexit

    Jean-Claude Juncker voltou a lamentar o resultado do referendo no Reino Unido, mas sublinha que é preciso respeitar a vontade expressa pelo povo e insiste que o governo britânico deve ativar o artigo 50 o quanto antes. O presidente da Comissão Europeia confrontou hoje os eurodeputadas britânicos que defenderam o Brexit. Após a participação do líder do Partido da Independência do Reino Unido, Nigel Farage, Juncker perguntou-lhe o que estava a fazer no Parlamento Europeu.

  • Juncker quer acelerar negociações com os britânicos
    0:34

    Brexit

    O presidente da Comissão Europeia rejeitou que a saída do Reino Unido represente o princípio do fim da União Europeia (UE). "A união é o enquadramento do nosso futuro político comum", diz Jean-Claude Juncker que não quer que a incerteza se prolongue e pretende acelerar as negociações com os britânicos.

  • "Tudo o que o Benfica está a fazer é uma forma de coação"
    1:59
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    As queixas do Benfica contra a Federação Portuguesa de Futebol e a Liga foram tema de debate no Play-Off da SIC Notícias. Rodolfo Reis, Manuel Fernandes e Rui Santos acreditam que a posição está relacionada com o clássico Benfica-Porto do próximo sábado. Já João Alves considera que estes comunicados podem prejudicar o Benfica.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41
  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.