sicnot

Perfil

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit

Chefe da diplomacia francesa acusa Boris Johnson de mentir

O ministro dos Negócios Estrangeiros francês acusou hoje o novo homólogo britânico, Boris Johnson, de ter "mentido muito" durante a campanha a favor da saída do Reino Unido da UE, sublinhando precisar de um parceiro "claro, credível e fiável".

"Não tenho qualquer preocupação em relação a Boris Johnson, mas sabem bem qual é o seu estilo, o seu método", declarou Jean-Marc Ayrault à rádio Europe 1.

"Durante a campanha [para o referendo] mentiu muito aos britânicos", mas agora Johnson vai ter que defender o seu país, mas também definir uma relação com a Europa clara, disse.

A escolha da nova primeira-ministra britânica, Theresa May, para ministro dos Negócios Estrangeiros revela "a crise política britânica resultantes do voto britânico", disse.

Agora é "preciso criar as melhores condições para que a saída do Reino Unido da UE se faça em boas condições, mas não em detrimento do projeto europeu", acrescentou.

"Preciso de um parceiro com o qual possa negociar, que seja claro, credível e fiável", declarou o ministro socialista, cujo estilo austero contrasta fortemente com o do antigo presidente da câmara de Londres, um conservador excêntrico e exagerado.

Boris Johnson, de 53 anos, que muitos pensavam perdido depois de ter recusado disputar o cargo de primeiro-ministro, foi nomeado na quarta-feira para chefiar o 'Foreign Office'.

Para as negociações com a UE, Theresa May nomeou o antigo secretário de Estados para os Assuntos Europeus David Davis, de 67 anos.

"Esse não conheço", limitou-se a comentar Ayrault.

A 23 de junho, os eleitores britânicos decidiram em referendo que o Reino Unido deve sair da UE, depois de o 'Brexit' (nome como ficou conhecida a saída britânica da União Europeia) ter conquistado 51,9% dos votos.

Com Lusa

  • Circulação retomada na A23, mais de 1.600 operacionais no combate às chamas

    País

    A circulação rodoviária na A23 foi completamente restabelecida ao início da manhã depois de ter estado cortada por causa dos incêndios que, no total, mobilizam mais de 1.600 operacionais e contam com reforço espanhol. Nos vários fogos que atingem o país estão 1.648 operacionais no terreno, apoiados por mais de 500 viaturas e 15 meios aéreos.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26

    País

    O candidato do PSD à Câmara Municipal de Loures, André Ventura, foi entrevistado esta terça-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. Em análise, a polémica em torno das declarações do candidato sobre a comunidade cigana.

    Entrevista SIC Notícias

  • Rajoy nega conhecimento de financiamentos ilegais no PP

    Mundo

    O primeiro-ministro espanhol negou hoje ter conhecimento de um esquema ilegal de financiamento, que envolve vários responsáveis do Partido Popular (PP, direita), que lidera. Durante uma audição no tribunal, Mariano Rajoy garantiu ainda que não aceitou nenhum pagamento ilícito.