sicnot

Perfil

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit

Brexit faz crescer número de visitantes no Reino Unido

A queda da libra esterlina, devido à vitória dos partidários da saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit) no referendo de junho, causou um aumento do número de reservas de voos para o país, noticiou a BBC.

A desvalorização da moeda britânica em relação ao dólar e ao euro, provocada pela incerteza que surgiu após a consulta popular, brindou os viajantes com a oportunidade de desfrutar de umas férias a um menor custo no Reino Unido.

A libra desvalorizou-se cerca de 13% em relação ao dólar desde o escrutínio e caiu cerca de 10% em relação ao euro.

A televisão pública britânica BBC baseou-se em dados recolhidos pela organização ForwardKeys, que analisa diariamente 14 milhões de transações de reservas de viagens.

Nos 28 dias que se seguiram ao referendo sobre a saída da União Europeia, registou-se um aumento de 4,3% no número de reservas de voos para o Reino Unido, em comparação com o mesmo período do ano passado.

As compras de bilhetes aéreos feitas a partir de Hong Kong aumentaram em 30,1%, ao mesmo tempo que ocorreu um aumento de 9,2% no número de bilhetes adquiridos nos Estados Unidos e uma subida de 5% noutros locais da Europa.

De acordo com a ForwardKeys, o Brexit teve um "impacto imediato e positivo" no setor do turismo britânico.

Também o beneficiaram a incerteza económica global, os recentes atentados terroristas ocorridos em França e na Bélgica e as alterações no tráfego aéreo, segundo a empresa.

A ForwardKeys registou ainda subidas nas reservas já efetuadas de viagens para o Reino Unido no próximo outono, juntamente com aumentos de 3,2% para este mês, 3,3% para setembro e 5,3% para outubro.

"Nos próximos meses, os nossos dados mostrar-nos-ão se esta tendência positiva pós-brexit é sustentável", disse Olivier Jager, administrador da ForwardKeys.

Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.