sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Brexit faz crescer número de visitantes no Reino Unido

A queda da libra esterlina, devido à vitória dos partidários da saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit) no referendo de junho, causou um aumento do número de reservas de voos para o país, noticiou a BBC.

A desvalorização da moeda britânica em relação ao dólar e ao euro, provocada pela incerteza que surgiu após a consulta popular, brindou os viajantes com a oportunidade de desfrutar de umas férias a um menor custo no Reino Unido.

A libra desvalorizou-se cerca de 13% em relação ao dólar desde o escrutínio e caiu cerca de 10% em relação ao euro.

A televisão pública britânica BBC baseou-se em dados recolhidos pela organização ForwardKeys, que analisa diariamente 14 milhões de transações de reservas de viagens.

Nos 28 dias que se seguiram ao referendo sobre a saída da União Europeia, registou-se um aumento de 4,3% no número de reservas de voos para o Reino Unido, em comparação com o mesmo período do ano passado.

As compras de bilhetes aéreos feitas a partir de Hong Kong aumentaram em 30,1%, ao mesmo tempo que ocorreu um aumento de 9,2% no número de bilhetes adquiridos nos Estados Unidos e uma subida de 5% noutros locais da Europa.

De acordo com a ForwardKeys, o Brexit teve um "impacto imediato e positivo" no setor do turismo britânico.

Também o beneficiaram a incerteza económica global, os recentes atentados terroristas ocorridos em França e na Bélgica e as alterações no tráfego aéreo, segundo a empresa.

A ForwardKeys registou ainda subidas nas reservas já efetuadas de viagens para o Reino Unido no próximo outono, juntamente com aumentos de 3,2% para este mês, 3,3% para setembro e 5,3% para outubro.

"Nos próximos meses, os nossos dados mostrar-nos-ão se esta tendência positiva pós-brexit é sustentável", disse Olivier Jager, administrador da ForwardKeys.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.