sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Merkel avisa que saída britânica pode ser um "ponto de rutura" para a UE

A chanceler alemã, Angela Merkel, reconheceu que a saída britânica da União Europeia (UE), conhecida como Brexit, pode ser um "ponto de rutura" para o bloco comunitário, pedindo aos parceiros europeus medidas responsáveis para enfrentar o futuro.

"O Brexit não é apenas um acontecimento, pode ser também um ponto de rutura na história da União Europeia", advertiu a responsável alemã numa conferência de imprensa conjunta na capital polaca, Varsóvia, com os chefes de governo dos países do Grupo de Visegrado (Hungria, Polónia, República Checa e Eslováquia).

Este encontro acontece cerca de três semanas antes da reunião informal de líderes europeus em Bratislava (Eslováquia), agendada para 16 de setembro. A cimeira europeia, que não vai contar com a presença do Reino Unido, terá como principal ponto de agenda o debate sobre a saída britânica e o futuro da UE.

"Bratislava não será um fim, mas sim o princípio", afirmou Merkel, sublinhando ainda que as consequências do 'Brexit' devem ser encaradas com "responsabilidade" e que as medidas a adotar devem ter em conta um futuro próspero para os europeus.

"Os cidadãos só vão aceitar uma União Europeia que faça tudo o possível para prosperar", frisou.

Por sua vez, os líderes do Grupo de Visegrado pediram reformas profundas para adaptar a UE ao cenário pós Brexit, bem como criticaram a forma como Bruxelas tem gerido a crise dos refugiados.

As conversações que hoje decorrem em Varsóvia estão focadas nas questões migratórias, mas também em assuntos económicos e em matérias relacionadas com a segurança. Este último tema tem preocupado especialmente os governos da Polónia e da Hungria.

Na capital polaca, o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, pediu hoje a criação, logo que possível, de um exército europeu comum.

Lusa

  • "Vai ser uma batalha forte e dura"
    2:51
  • A tática dos 3 Rs de Carlos Queiroz
    1:58
  • "Isto é a demagogia à solta"
    0:45

    Opinião

    Quem o diz é Luís Marques Mendes a propósito da aprovação esta semana da lei do CDS-PP que elimina o adicional do imposto sobre os combustíveis. O comentador da SIC critica a oposição por ter levado a votação uma lei inconstitucional e acusa ainda os parceiros de Governo de deslealdade. 

    Luís Marques Mendes

  • Comandante da Proteção Civil confiante nos meios de combate aos incêndios
    1:56

    País

    Depois das falhas apontadas ao sistema de comunicações SIRESP durante os incêndios do ano passado, o cComandante operacional da Proteção Civil diz que não há meios de comunicação infalíveis. Duarte Costa acredita que este verão será mais calmo do que anterior e contabiliza já mais de 2000 incêndios desde maio que não foram notícia.

  • Líderes europeus assinalam progressos para alcançar acordo sobre migrações
    2:02