sicnot

Perfil

Caso CGD

Vieira da Silva defende Mário Centeno

Entrevista SIC Notícias

Vieira da Silva defende Mário Centeno

Vieira da Silva não encontra razões para a saída de Mário Centeno do Governo. O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social acusa a oposição de tentar desviar as atenções do que é realmente importante no caso da CGD.

  • "A hipocrisia política está presente neste caso do princípio ao fim"
    7:43

    Opinião

    O CDS-PP acusou esta quinta-feira o ministro das Finanças de ter mentido na comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos. Os centristas dizem que Mário Centeno pode ter cometido perjúrio e, por isso, arriscar-se a sanções penais. Em reação, o Ministério das Finanças acusou o CDS de tentativa de assassinato de caráter do ministro. O tema esteve em análise no Jornal da Noite, por José Gomes Ferreira e Bernardo Ferrão.

  • Um problema chamado Centeno?
    2:48

    Caso CGD

    Desde o início que a gestão do processo da Caixa Geral de Depósitos deixou o ministro das Finanças debaixo de fogo. Contudo, a polémica sobre as acusações do CDS-PP não foi o único caso em que Mário Centeno esteve em foco.

  • CDS acusa ministro das Finanças de "quebra de verdade"
    1:09

    Caso CGD

    O CDS/PP acusa o ministro das Finanças de quebra de verdade, quando disse que não existem comunicações dirigidas à anterior administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD) sobre a questão das declarações de rendimentos. Os centristas perguntam a Mário Centeno se não quer voltar atrás no que disse. O porta-voz do partido João Almeida lembra que há consequências penais de mentir a uma comissão de inquérito.

  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23
  • Bombeiro ferido nos fogos de Pedrógão Grande regressou a casa
    2:33

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Seis meses depois dos incêndios de Pedrógão Grande, regressou a casa o último dos bombeiros de Castanheira de Pera que estava internado desde junho. Rui Rosinha esteve em coma mais de dois meses e tem ainda pela frente uma longa recuperação. O bombeiro não quer que o país esqueça o que aconteceu e espera que as duas tragédias deste ano (fogos de junho e outubro) sirvam de lição para o futuro.

  • Pedrógão Grande, seis meses depois - documentário Expresso
    0:29
  • Ilhas Selvagens são um tesouro no Atlântico que é preciso preservar
    2:33
  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01