sicnot

Perfil

Caso CGD

Caso CGD

Caso CGD

Matos Correia demite-se da presidência da Comissão de Inquérito à Caixa

TIAGO PETINGA

José Matos Correia demitiu-se da presidência da Comissão de Inquérito à Caixa Geral de Depósitos. O vice-presidente do grupo parlamentar do PSD acaba de comunicar formalmente a decisão ao presidente da Assembleia da Repúlica.

José Matos Correia sai em protesto contra o que diz ser o desrespeito dos direitos da minoria que propôs a criação da comissão de inquérito à Caixa.

A demissão surge depois da maioria de esquerda ter recusado os requerimentos do PSD e CDS a solicitarem o acesso à troca de sms entre o ministro das finanças e António Domingues. PS, BE e PCP garantem que o pedido é inconstitucional.

É a primeira vez que um presidente de uma comissão parlamentar de inquérito se demite da função.

PSD e CDS tinham anunciado que pretendiam levar este caso até às últimas consequências. No final da reunião de ontem da Comissão Parlamentar de Inquérito à Caixa, Matos Correia anunciou que iria refletir durante a noite sobre a sua continuidade na função.

  • Esquerda chumba acesso à correspondência entre Centeno e Domingues
    2:15

    Caso CGD

    O presidente da Comissão de Inquérito à Caixa Geral de Depósitos ameaçou deixar o cargo, após a reunião desta quarta-feira. Matos Correia prometeu uma reflexão sobre se tem condições ou não para continuar no cargo após a polémica dos últimos dias. Na reunião, os partidos da esquerda chumbaram o acesso dos deputados à correspondencência trocada entre Mário Centeno e António Domingues.

  • Polémica sobre a CGD "é uma questão encerrada"
    0:41

    Caso CGD

    Para Marcelo Rebelo de Sousa, a polémica sobre a Caixa Geral de Depósitos é uma questão encerrada. O Presidente da República reafirmou esta quarta-feira ao final da tarde o que já tinha dito durante a manhã, mas aos jornalistas não comenta o acesso que teve às mensagens entre Mário Centeno e António Domingues.

  • "É o único assunto a que PSD e CDS se podem agarrar para fragilizar o Governo"
    5:03

    Caso CGD

    A Direita acusa Mário Centeno de ter perdido toda a credibilidade e autoridade. O ministro esteve esta quarta-feira no Parlamento, numa audição para falar de Orçamento e finanças, mas a polémica da Caixa acabou por marcar a sessão. O tema esteve em análise no Jornal da Noite. Bernardo Ferrão considera que a posição do ministro já está fragilizada mas defende que este é o único assunto a que PSD e CDS-PP se podem agarrar para fragilizar o Governo.

  • "Acesso do Parlamento a SMS pode ser limite difícil de ultrapassar"
    6:16

    Caso CGD

    A Direita acusa Mário Centeno de ter perdido toda a credibilidade e autoridade. O ministro esteve esta quarta-feira no Parlamento, numa audição para falar de Orçamento e finanças, mas a polémica da Caixa acabou por marcar a sessão. O tema esteve em análise na Edição da Noite, por David Dinis, diretor do jornal Público.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.