sicnot

Perfil

Caso CGD

Caso CGD

Caso CGD

Bruxelas ainda não aprovou emissão de dívida da CGD

A Comissão Europeia ainda não aprovou a emissão de dívida da Caixa Geral de Depósitos que estava prevista para o próximo mês, passo fundamental para a recapitalização do banco público.

A noticia é avançada pelo jornal Económico, que lembra que o acordo celebrado entre o Governo e a Comissão Europeia em agosto era apenas um acordo de princípio, que previa que a recapitalização do banco pudesse atingir os 5.100 milhões de euros.

Até ao momento, diz o Económico, a Comissão Europeia ainda não aprovou a segunda fase de recapitalização, que implica a emissão de mil milhões de euros de dívida subordinada, e cuja primeira tranche de 500 milhões está prevista até final de março.

Contactado pela SIC, o Ministério das Finanças não fez qualquer comentário e remeteu o assunto para a CGD, que, até ao momento, não prestou esclarecimentos sobre a ausência da autorização de Bruxelas para a emissão de dívida.

  • Vídeo mostra passagem da carrinha a alta velocidade nas Ramblas
    0:33
  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35

    Ataque em Barcelona

    Em Cambrils, também na Catalunha, foram mortos cinco alegados terroristas que atropelaram várias pessoas, uma morreu e seis ficaram feridas, quando escapavam a uma perseguição policial, esta madrugada. As autoridades investigam uma eventual relação entre os dois atentados. Nota: chamamos à atenção para a violência das imagens, que podem chocar os espetadores mais sensíveis.

  • Nível de ameaça terrorista em Portugal continua moderado
    1:31

    Ataque em Barcelona

    O primeiro-ministro garantiu hoje que, para já, o nível de ameaça terrorista em Portugal não vai ser alterado (o nível está no 4 em 5). Já o Presidente da República disse que não há tolerância possível e garante que há medidas preparadas caso o mesmo cenário venha a acontecer em Portugal.

  • Duas frentes "preocupantes" no concelho de Mação

    País

    A Proteção Civil chegou a dizer que a situação estava mais calma em Mação, mas durante a tarde desta sexta-feira surgiram duas frentes "preocupantes" junto às populações de Vale de Abelha e Ortiga, informou o presidente da Câmara.