sicnot

Perfil

Caso CGD

Caso CGD

Caso CGD

Formalizada constituição da segunda comissão de inquérito à CGD

A criação de uma segunda comissão de inquérito às responsabilidades do Governo na administração da CGD foi hoje motivo de uma resolução do Parlamento, publicada em Diário da República, que insiste querer saber a razão da demissão de António Domingues.

Aprovada em 27 de fevereiro de 2017, e hoje publicada, a resolução determina que aquela comissão - que já está em funcionamento desde finais de fevereiro, embora só hoje tenha sido formalmente constituída - deverá funcionar "pelo prazo mais curto que permita cumprir" os seus objetivos, sem ultrapassar os 120 dias, terminando assim em julho.


A comissão vai dedicar-se a analisar três pontos. O primeiro, "apreciar" as negociações, direta ou indiretamente conduzidas pelo Governo, as condições e os termos de contratação da administração de António Domingues para a CGD - Caixa Geral de Depósitos.


O parlamento quer ainda que a comissão aprecie "a intervenção e responsabilidade" do Governo pela gestão da administração liderada por António Domingues e também que aprecie os factos que conduziram à sua demissão e saída efetiva da administração por si liderada.


Hoje, numa entrevista à agência Lusa, o presidente desta segunda comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos (CGD), o social-democrata José Pedro Aguiar-Branco, assegurou que vai fazer tudo para que esta não seja "a comissão dos SMS".

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.