sicnot

Perfil

Cimeira do Clima

Cimeira do Clima

Cimeira do Clima

Lisboa, Porto e Coimbra participam domingo em ação contra aquecimento global

Portugal vai contribuir com três ações, em Lisboa, Porto e Coimbra, para os mais de dois mil eventos que, no domingo, no mundo inteiro, vão exigir aos políticos reunidos em Paris um acordo global contra as alterações climáticas.

Em Coimbra está convocada uma concentração na Praça da República, de onde vai partir uma marcha até ao Largo da Portagem (Arquivo)

Em Coimbra está convocada uma concentração na Praça da República, de onde vai partir uma marcha até ao Largo da Portagem (Arquivo)

© Reuters Photographer / Reuters

No fim de semana que antecede a Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (COP21), em Paris, centenas de milhares de pessoas irão para a rua em 150 países, especificou a Quercus, em comunicado.

Em Portugal, cidadãos, movimentos e associações promovem várias iniciativas, com a Quercus a divulgar três delas.

Em Lisboa, no dia 29, pelas 15:00, está convocada uma Marcha Mundial pelo Clima, com início no Martim Moniz, que segue depois para a Alameda, pela Avenida Almirante Reis.

À mesma hora, no Porto, os manifestantes devem concentrar-se no Largo do Terreiro, de onde partirão para a Câmara Municipal.

Em Coimbra, também à mesma hora, está convocada uma concentração na Praça da República, de onde vai partir uma marcha até ao Largo da Portagem.

A Quercus, que divulgou os desfiles, avançou que "os cidadãos irão exigir aos governos que consigam encontrar um acordo que ajude a acabar com a exploração dos combustíveis fósseis, que financie uma transição justa para 100% de energia renovável para todos e que proteja as comunidades mais vulneráveis dos piores impactes das alterações climáticas".

Com a confluência nas marchas e manifestações de "diferentes vozes, de diferentes espaços de intervenção pública", os organizadores pretendem "mostrar que a luta climática afeta muito do essencial das vidas (das pessoas), desde a equidade, à pobreza, desde a alimentação à energia, à água, ao trabalho, segurança e direitos humanos".

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.