sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Capitão da embarcação que naufragou domingo acusado de homicídio voluntário

O capitão tunisino da embarcação que naufragou domingo no Mediterrâneo foi acusado de homicídio voluntário, avançaram as autoridades italianas. Um outro elemento da tripulação, um cidadão sírio que também sobreviveu ao naufrágio, foi acusado de auxílio à imigração ilegal. As autoridades italianas referiram que o pior desastre com migrantes no Mediterrâneo, que causou 800 mortos, se deveu a erros do capitão e à sobrelotação da embarcação. 

O capitão da embarcação, Mohammed Ali Malek (à esquerda), e o assistente sírio Mahmud Bikhit (EPA)

O capitão da embarcação, Mohammed Ali Malek (à esquerda), e o assistente sírio Mahmud Bikhit (EPA)

ALESSANDRO DI MEO/ EPA

Depois de falar com os sobreviventes do desastre, a ONU confirmou que 800 imigrantes morreram no naufrágio da traineira que afundou no domingo.

 

A procuradoria da Catânia (Sicília) disse que a embarcação colidiu com um cargueiro de bandeira portuguesa que a veio socorrer antes de se virar, mas absolveu a tripulação do navio mercante de qualquer responsabilidade na tragédia.

 

Considerou que a embarcação se virou depois da colisão devido a erros de manobra do capitão e a movimentos de pânico das centenas de migrantes que ocupavam a antiga traineira com 20 metros.

 

O capitão da embarcação, o tunisino Mohammed Ali Malek, de 27 anos, foi detido por suspeita de assassínio múltiplo, de ter causado um naufrágio e de apoiar a imigração ilegal.

 

O tripulante sírio Mahmud Bikhit, de 25, também foi detido por suspeita de apoio à imigração ilegal.

 

De acordo com o jornal britânico The Guardian, o capitão tunisino e o assistente sírio pertenciam a uma rede de tráfico humano responsável pela organização da viagem que tinha como destino Itália.

 

Para além destes dois elementos da tripulação, sobreviveram apenas 26 imigrantes que depois de terem sido ouvidos e identificados saíram em liberdade.

A bordo da embarcação seguia cidadãos provenientes da Síria, Eritreia, Somália, Mali, Serra Leoa e Senegal.

 

Com Lusa

  • Hoje é notícia

    País

    O Parlamento debate o Programa de Estabilidade e o Programa Nacional de Reformas do Governo e recomendações de PSD, BE, CDS-PP e PCP sobre o documento, com objetivos diferentes e que apenas serão votadas na quinta-feira. O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil reúne-se, em Lisboa, com vários Sindicatos Europeus de Tripulantes de Cabine da Ryanair, para debater a atual situação da transportadora. Liverpool e Roma jogam para a final da Liga dos Campeões.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Atravessar passadeira com sinal vermelho dá direito a molha na China
    0:56