sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Onda causada por navio português poderá ter virado embarcação no Mediterrâneo

O naufrágio ocorrido no domingo, no Mediterrâneo, de uma embarcação transportando cerca de 900 imigrantes poderá ter sido causado por uma onda provocada por um navio de bandeira portuguesa que acudiu em socorro, noticiou hoje a CNN.

© Handout . / Reuters

Citando Carlotta Asami, porta-voz do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), que terá conversado com vários sobreviventes do naufrágio que provocou a morte a cerca de 800 imigrantes, a cadeia de televisão norte-americana aponta como possível causa da tragédia um toque ou uma onda provocada pelo navio de bandeira portuguesa que foi em socorro da embarcação naufragada.

 

"Eles afirmam que houve uma altura em que eles [navio em socorro] estavam muito perto e, provavelmente, o que aconteceu foi que um grande navio provocou uma grande onda que poderá ter feito virar o barco", declarou Asami, citada pela CNN.

 

A porta-voz do ACNUR disse ter falado com alguns dos sobreviventes do naufrágio quando estes chegaram a Catânia, em Itália.

 

A estação norte-americana disse ter contactado os responsáveis pelo navio King Jacob, de bandeira portuguesa, mas sem êxito.

 

Baseando-se nos depoimentos dos sobreviventes, a responsável do ACNUR classificou como "credível" a informação de que estavam a bordo entre 800 e 850 pessoas no momento em que a embarcação naufragou a cerca de 70 milhas a norte da costa Líbia.

 

As anteriores estimativas apontavam para a possibilidade de a embarcação transportar entre 700 e 950 imigrantes.

 

As autoridades italianas, que coordenaram as operações de resgate, confirmaram 28 sobreviventes e 24 cadáveres. Os sobreviventes terão sido todos salvos pela embarcação de bandeira portuguesa.


Lusa

  • NATO retoma diálogo com a Rússia

    Mundo

    O Conselho da NATO - Rússia foi instituído em 2002 e decorreu sem interrupções até à anexação da Crimeia, em 2014. O conflito separatista na Ucrânia dividiu a Aliança Atlântica e Moscovo e suspendeu toda a colaboração prática - desde civil a militar. Agora e na véspera da primeira reunião ministerial em Bruxelas com o estreante secretário de Estado americano Rex Tillerson, os países da NATO tentam a aproximação formal e reativação do diálogo político com Moscovo.

  • O poder da linguagem corporal nos tribunais
    9:12

    País

    Rui Mergulhão Mendes, especialista em 'profiling' na Emotional Business Academy, em Lisboa, esteve na Edição da Noite desta quarta-feira para explicar como é que um especialista em linguagem pode ajudar um tribunal a dar um veredito.