sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

França garante que mantém aberta a fronteira com Itália

O Governo francês assegurou hoje que a França não encerrou a sua fronteira com a Itália para evitar a passagem de imigrantes ilegais, mas que apenas reforçou o controlo para aplicar as regras europeias em vigor. 

O ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, recordou que, de acordo com as leis europeias, quando se deteta alguém sem autorização legal de permanência na União Europeia, o direito comunitário obriga a devolver essa pessoa ao país por onde entrou

O ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, recordou que, de acordo com as leis europeias, quando se deteta alguém sem autorização legal de permanência na União Europeia, o direito comunitário obriga a devolver essa pessoa ao país por onde entrou

© Stephane Mahe / Reuters

O ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, recordou que, de acordo com as leis europeias, quando se deteta alguém sem autorização legal de permanência na União Europeia, o direito comunitário obriga a devolver essa pessoa ao país por onde entrou, neste caso a Itália.  

"Não há um bloqueio da fronteira porque estamos num espaço aberto, há apenas o cumprimento das regras", afirmou o ministro, numa entrevista à cadeia de televisão BFM TV. 

Segundo Cazeneuve, há que diferenciar os imigrantes económicos irregulares e aqueles que estão em condições de pedir asilo porque a sua vida está ameaçada no país de origem. 

Os primeiros, segundo o ministro, não é possível acolher. "Seria irresponsável pensar que poderíamos fazê-lo e é necessário que sejam reconduzidos à fronteira, razão pela qual se deve trabalhar com os países de origem para organizar esses regresso em condições mais dignas", disse. 

Sobre os que procuram o estatuto de refugiado, devem ser repartidos entre os países da UE, defendeu o ministro. 

"É necessário que Itália aceite que a UE estabeleça centros de acolhimento para que os imigrantes sejam identificados, porque senão a solidariedade não poderá funcionar", disse Cazeneuve. 

Segundo o ministro, para garantir "a sustentabilidade do acolhimento" é preciso uma política firme e uma solução europeia face a um "problema mundial e de extraordinária complexidade". 

Uma centena de imigrantes, sobretudo eritreus e senegaleses, estão desde sábado bloqueados na cidade italiana de Ventimiglia à espera de prosseguir o seu caminho para países como a Suécia, a Alemanha ou a França.


Lusa

  • SIC faz-se à estrada para ouvir eleitores
    2:13
  • Furacão Maria ameaça Ilhas Virgens e Porto Rico

    Mundo

    O furacão Maria "potencialmente catastrófico" está a ameaçar as Ilhas Virgens e o Porto Rico, depois de esta terça-feira ter semeado a destruição na Dominica e provocado um morto e dois desaparecidos na ilha francesa de Guadalupe.

  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.

  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC