sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

França e Reino Unido vão assinar acordo de cooperação sobre migração em Calais

O Governo francês anunciou esta terça-feira que Paris e Londres vão assinar na próxima quinta-feira um acordo de cooperação que vai incidir na gestão da crise migratória na localidade francesa de Calais (norte).

O acordo franco-britânico prevê medidas que "reforçam o dispositivo humanitário desenvolvido no local com associações e as autoridades locais, em particular para a proteção das pessoas mais vulneráveis".

O acordo franco-britânico prevê medidas que "reforçam o dispositivo humanitário desenvolvido no local com associações e as autoridades locais, em particular para a proteção das pessoas mais vulneráveis".

© Juan Medina / Reuters

O acordo vai ser assinado em Calais pelo ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, e a sua homóloga britânica, Theresa May.

Segundo um comunicado do Ministério do Interior francês, este acordo de cooperação pretende "reforçar, por um lado, o compromisso comum de segurança da zona [de Calais], a luta conjunta e resoluta contra as redes criminosas de 'passadores', de traficantes de seres humanos e de imigração clandestina".

O acordo franco-britânico também prevê medidas que "reforçam o dispositivo humanitário desenvolvido no local com associações e as autoridades locais, em particular para a proteção das pessoas mais vulneráveis".

No mesmo dia da assinatura, Bernard Cazeneuve e Theresa May vão reunir-se com associações humanitárias presentes em Calais e com as autoridades locais.

Milhares de migrantes chegam a Calais, ponto de partida dos ferries para Inglaterra e do túnel sob o canal da Mancha (Eurotúnel), para tentar entrar no Reino Unido, cujas fronteiras estão encerradas.

Algumas destas incursões acabam por ser mortais para os migrantes.

No início de agosto, o Reino Unido comprometeu-se a reforçar com 10 milhões de euros um fundo criado em setembro de 2014 para a segurança do porto de Calais. Inicialmente, as autoridades britânicas canalizaram para este fundo 15 milhões de euros, distribuídos por um período de três anos.

Na quinta-feira, os ministros vão igualmente visitar as instalações do Eurotúnel, onde o dispositivo de segurança foi reforçado ao longo das últimas semanas para tentar dissuadir as incursões dos migrantes.

Segundo a empresa que gere o Eurotúnel, o número de tentativas de travessia diminuiu significativamente nas últimas noites, registando uma média entre 100 a 200, muito aquém dos 1.700 migrantes que foram intercetados no passado dia 03 de agosto.

Após a passagem por Calais, Bernard Cazeneuve segue depois para Berlim, onde terá uma reunião com o seu homólogo alemão Thomas de Maizière para discutir as políticas migratórias na Europa, acrescentou a mesma nota informativa do ministério francês.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • O edifício mais longo do mundo

    Mundo

    Se pensa que já viu tudo em relação aos edifícios mais longos e complexos do mundo, pense duas vezes. O edifício mais longo do mundo pode estar prestes a chegar e promete fazer de Nova Iorque uma cidade ainda mais atrativa.